Retrospectiva 2021: Brasil brilha em Tóquio e perde para a Argentina em casa

·1 min de leitura

O ano de 2021 começou com muitas dúvidas sobre se os campeonatos e eventos esportivos adiados em 2020 por conta da pandemia de Covid-19 seriam mais uma vez cancelados ou realizados sem público. O maior exemplo foi a Olimpíada de Tóquio 2020, que, após muitos protestos e incertezas, foi realizada em agosto de 2021, sem plateia.

Depois de um longo inverno pandêmico na Europa, em 29 de maio, tivemos a final da Liga dos Campeões 2020-2021. O evento colocou dois clubes ingleses, Manchester City e Chelsea, frente a frente, sendo a terceira final 100% britânica. A competição foi vencida pelo Chelsea.

Também em maio, começou em Paris o tradicional torneio de tênis Roland Garros.

Djokovic é o campeão de Roland Garros

No ano em que se completaram 20 anos do tricampeonato de Gustavo Kuerten em Roland Garros, o cearense Thiago Monteiro foi o único brasileiro a disputar o Grand Slam francês.

Em junho, a final ficou entre o veterano sérvio Novak Djokovic e o jovem talento grego Stefanos Tsitsipas, em sua primeira final neste torneio. Rafael Nadal ficou de fora desta vez, pois havia perdido a semifinal para Djokovic.

Em 13 de junho, Djokovic conquistou, enfim, o seu segundo título de Roland Garros frente a Tsitsipas, numa emocionante final em cinco sets. Esta que foi a 28ª final de Grand Slam do sérvio.

Itália conquista a Eurocopa contra os ingleses


Leia mais

Leia também:
Campeã olímpica, ginasta Rebeca Andrade faz história nos Jogos de Tóquio
Brasil encerra Jogos de Tóquio com mais duas pratas e recorde de medalhas
Contratação de Messi é estratégia para alavancar soft power do Catar

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos