Reunião de grupo criado para discutir concessão de Santos Dumont é suspensa a pedido do governo do Rio

·1 min de leitura

RIO — A segunda reunião do Grupo de Trabalho criado para discutir o modelo de concessão do Aeroporto Santos Dumont, marcada para esta segunda, foi suspensa após pedido do governo estadual à Secretaria de Aviação Civil (SAC).

Segundo o Governo do Rio, a SAC permitiu a participação irregular de concessionárias de aeroportos de Guarulhos, Brasília e Confins sem o consentimento de representantes estaduais presentes no Grupo de Trabalho — Firjan, governo estadual, Fecomércio e Associação Comercial do Rio de Janeiro. Uma nova reunião vai ocorrer nesta quarta, sem a presença das concessionárias.

Liberar a participação das empresas que gerem os aeroportos em São Paulo, Brasília e Minas Gerais iria de encontro com as diretrizes presentes em Portaria que instituiu o Grupo de Trabalho, que determina o ingresso de novos participantes por aprovação unâmine dentro do colegiado.

O governo do estado acredita que "a presença das concessionárias concorrentes no GT é uma ameaça à construção de um edital que priorize o desenvolvimento do Estado e um hub logístico equilibrado e eficiente".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos