Revelada a causa da morte misteriosa de casal de turistas em hotel no Egito

Reprodução/redes sociais

A causa da morte misteriosa de um casal de turistas britânicos num hotel no Egito, no fim de agosto, foi finalmente revelada.

O Ministério Público do Egito confirmou que a bactéria e-coli (Escherichia Coli) encontrada no hotel Steingenberger Aqua Magic foi a responsável pela morte de John e Susan Cooper, segundo a agência Reuters.

Inicialmente, os relatórios haviam apontado que o casal morreu devido à insuficiência cardíaca, o que gerou estranheza da família. Após a morte, mais de 300 hóspedes foram evacuados do hotel.

O promotor-geral Nabil Sadek disse que John de 69 anos, já sofria de problemas de saúde, mas que a bactéria foi a responsável pelo mal cardíaco que o levou à morte, além de um ataque de disenteria. Susan, de 63, foi “provavelmente afetada pela e-coli” e morreu vítima de síndrome hemolítico-urêmica, doença que causa insuficiência renal, anemia e lesões nos vasos sanguíneos.

Após saber do fato, a Thomas Cook, agência de viagens contratada pelo casal, soltou um comunicado a respeito do caso. “Ainda não vimos o relatório completo e precisaremos de tempo para que nossos próprios especialistas o analisem”, afirmou a agência.