Revista francesa é multada por comparar ministra a macaco

Foto de 12 de novembro de 2013 mostra edição digital da revista francesa "Minute" com a ministra da Justiça Christiane Taubira na capa

O semanário francês de extrema direita "Minute" foi condenado nesta quinta-feira a pagar uma multa de 10.000 euros por comparar a ministra da Justiça, Christiane Taubira, nascida na Guiana Francesa, a um macaco.

Na capa de sua edição de 13 de novembro de 2013, o periódico publicou uma foto da ministra com a seguinte manchete: "Esperta como um macaco, Taubira acha a banana" (em tradução livre do francês).

A Procuradoria pediu três meses de prisão com pena em suspenso e 10.000 euros de multa.

Pouco antes dessa publicação, Christiane Taubira havia sido alvo de afirmações racistas nesse mesmo estilo, por parte de uma garota em uma manifestação de pessoas contrárias ao casamento homossexual - uma reforma apoiada pela ministra da Justiça.

Também foi agredida por uma ex-candidata da Frente Nacional, de extrema direita, às eleições municipais. Esta última foi condenada a nove meses de prisão pelo tribunal correcional de Cayena, na Guiana Francesa.

Depois da publicação dessa revista, que provocou uma onda de indignação, a ministra denunciou as declarações "de uma extrema violência" que negavam seu "pertencimento à espécie humana". Ela recebeu o apoio de políticos de todos os setores, militantes antirracismo e do público em geral.