Revista Time elege Guilherme Boulos e Anitta duas das 100 lideranças emergentes globais

Guilherme Caetano
·1 minuto de leitura

A revista americana Time escolheu os brasileiros Guilherme Boulos e Anitta como duas das "100 lideranças emergentes que estão moldando o futuro". A lista foi divulgada nesta quarta-feira.

O líder do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), que concorreu à prefeitura de São Paulo pelo PSOL no ano passado, foi descrito pela publicação como um líder que pode unir a esquerda para desafiar a extrema-direita, representada pelo presidente Jair Bolsonaro.

O desempenho de Boulos na eleição municipal de 2020 é citado com surpresa, por ter atingido 40,6% do eleitorado no segundo turno, vencido pelo prefeito Bruno Covas (PSDB), contra os 10% de expectativa de voto semanas antes do pleito.

"Analistas disseram que seu desempenho surpreendente na influente cidade o estabeleceu como uma figura ascendente na política brasileira e deu à esquerda um novo caminho a seguir", diz a Time. "Muitos esperam que Boulos concorra à presidência em 2022 e desempenhe um papel importante na reconstrução da esquerda nesse meio tempo".

Já no grupo dos artistas, Anitta é descrita como uma "self-made", isto é, alguém que chegou ao sucesso sozinha, por conta própria.

"Ela pegou o som do Brasil — o funk, como nosso reggaeton — e o levou a outro nível, para que os sons fossem para todos. Ela representa mi gente, el pueblo, las massas, os sonhadores. E por meio de sua música, ela abriu portas para outros — não apenas para serem artistas, mas para serem o que quiserem".

O texto ainda diz que Anitta é um ser humano sensível por trás da "fachada de super-heroína" e que ela tem "talento suficiente para continuar conquistando o mundo".