Revolta por 'estupro culposo' no caso Mariana Ferrer toma redes sociais

Louise Queiroga
·1 minuto de leitura

O veredicto do caso Mariana Ferrer, que absolveu o acusado de estupro de vulnerável André de Camargo Aranha, voltou a ser um dos principais assuntos comentados nas redes sociais. O termo "estupro culposo" entrou nos trending topics do Twitter Brasil nesta terça-feira, dia 3, depois que o portal de notícias "The Intercept" divulgou os argumentos da defesa e do Ministério Público de Santa Catarina favoráveis ao réu. Segundo os termos a que o site teve acesso, André não teria como saber que a jovem estava impossibilidade de consentir o ato sexual e, por isso, teria agido sem "dolo".

A publicação movimentou perfis tanto de iinternautas anônimos quanto de celebridades, que se manifestaram a favor da influenciadora digital.

Entre essas pessoas está Gilmar Mendes, ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Ele, por sua vez, comentou sobre as imagens da audiência em que Mariana é atacada por um discurso que tenta a descretidar proferido pelo advogado Claudio Gastão da Rosa Filho, que representou o acusado de estupro no processo. No vídeo, ele mostra imagens sensuais da jovem e questiona a versão apresentada por ela de que era virgem.

Até mesmo alguns clubes de futebol se posicionaram a favor da jovem:

Também circula o link de uma petição pedindo justiça para Mariana, que já contabiliza mais de 2 milhões de assinaturas: