Ribeirão Preto fecha mercados e suspende transporte por 5 dias para conter Covid-19

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO — Diante do aumento no número de casos e mortes por Covid-19 no último mês, a prefeitura de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, decidiu endurecer as medidas de restrição de circulação de pessoas. Entre a próxima quinta-feira e o dia 1º de junho, o transporte público será suspenso e mercados, comércio, bares e restaurantes ficarão fechados para atendimento presencial. Esses estabelecimentos só funcionarão para fazer entregas.

Uma das preocupações da prefeitura é o aumento da velocidade de aparecimento de novos casos. Segundo a Secretaria de Saúde, nos cinco primeiros meses do ano, 1.043 pessoas morreram vítimas de Covid-19 no município, localizado a 220 km de São Paulo. O número é o mesmo do registrado nos 12 meses de 2020. A taxa de ocupação das UTIs da cidade era de 96,1% na tarde desta segunda-feira.

— São medidas necessárias para que nós possamos fazer o gerenciamento da pandemia na nossa cidade de uma maneira a salvaguardar a oferta de saúde a quem porventura venha precisar — disse o prefeito Duarte Nogueira (PSDB), durante coletiva de imprensa.

A cidade já havia decretado um lockdown entre 17 e 21 de março, durante a segunda onda da Covid-19. Com base nessa experiência, o município acredita que deve notar os resultados das medidas de fechamento do comércio dentro de até 15 dias.

Haverá um toque de recolher das 21h às 5h. Segundo a prefeitura, continuarão funcionando, serviços de saúde, postos de combustível, agências bancárias, indústrias e o setor da construção civil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos