Richarlison defende Neymar após crítica de jornal alemão e diz que apoia causa LGBT no Catar

O atacante Richarlison rebateu hoje crítica do jornal alemão "Bild" ao camisa 10 da seleção brasileira, Neymar. A publicação chamou o principal astro da seleção de "arrogante" por ter compartilhado nas redes sociais foto em que adicionou uma sexta estrela ao calção usado pelos jogadores.

Para Richarlison, que usará a camisa 9 na Copa do Mundo do Catar, a postagem de Neymar não foi ofensiva.

— Arrogantes são eles. Somos sonhadores. Queremos a sexta estrela tem tempo. Esse cara é um babaca de chamar o Neymar de egoísta. O Neymar faz o que ele quiser. Se ele está feliz, a gente está feliz — disse o atacante do Tottenham.

Leia também: Jogadores da seleção ensaiaram "dez danças" para comemorar os gols na Copa, diz Raphinha

Faça o teste: Você conhece todos os mascotes das Copas do Mundo?

O atacante falou ainda sobre as causas que têm sido discutidas na Copa do Mundo. E revelou que vai apoiar todas elas, como por exemplo a LGBT, cuja Fifa proibiu faixas que seriam usadas por capitães das seleções que pretendiam protestar contra o tratamento a homossexuais no Catar.

- Temos que respeitar a opinião de cada seleção. Não sei se aqui vão usar a faixa, fazer algo contra o racismo. Eu apoio qualquer situação. Hoje a gente vive em um mundo muito perigoso, onde não pode ter opiniões. Seja contra o racismo, seja movimento LGTBQ, eu apoio qualquer causa.

A seleção brasileira fará sua estreia na Copa do Mundo na quinta-feira, às 16h, contra a Sérvia. A equipe comandada por Tite chegou a Doha no último sábado e fez treino fechado nesta segunda-feira.