Richarlyson declara bissexualidade em podcast

Após conquistar títulos no São Paulo, Richarlyson foi convocado por Dunga para a Seleção Brasileira. Foto: Tony Marshall - PA Images via Getty Images
Após conquistar títulos no São Paulo, Richarlyson foi convocado por Dunga para a Seleção Brasileira. Foto: Tony Marshall - PA Images via Getty Images

O ex-volante e agora comentarista Richarlyson participou do primeiro episódio do podcast “Nos Armários dos Vestiários”, série jornalística que detalha a homofobia e o machismo no futebol brasileiro.

Em mais de duas horas de um bate papo franco, Richarlyson revelou, pela primeira vez, sua bissexualidade.

Leia também:

“A vida inteira me perguntaram se sou gay. Eu já me relacionei com homem e já me relacionei com mulher também. Só que aí eu falo hoje aqui e daqui a pouco estará estampada a notícia: "Richarlyson é bissexual". E o meme já vem pronto. Dirão: "Nossa, mas jura? Eu nem imaginava". Cara, eu sou normal, eu tenho vontades e desejos. Já namorei homem, já namorei mulher, mas e aí? Vai fazer o quê? Nada. Vai pintar uma manchete que o Richarlyson falou em um podcast que é bissexual. Legal. E aí vai chover de reportagens, e o mais importante, que é pauta, não vai mudar, que é a questão da homofobia. Infelizmente, o mundo não está preparado para ter essa discussão e lidar com naturalidade com isso”, afirmou Richarlyson.

Apesar do tema do podcast ,comandado por Joanna de Assis e William de Lucca, abordar a homofobia e machismo dentro do futebol a decisão de falar surgiu de forma espontânea.

“Pelo tanto de pessoas que falam que é importante meu posicionamento, hoje eu resolvi falar: sou bissexual. Se era isso que faltava, ok. Pronto. Agora eu quero ver se realmente vai melhorar, porque é esse o meu questionamento”, desabafou.

“Você me entende por que eu acho que é desnecessário às vezes você se rotular? Tem uma questão mais importante, tem gente morrendo, o Brasil é o país que mais mata homossexuais. E a gente está aqui falando de futebol, ok, mas o futebol é um negocinho pequeno. Ah, mas sua fala pode ajudar. Não, não vai ajudar. Quem é Richarlyson, pelo amor de Deus?! Sou um mero cidadão comum, que teve uma história bacana no futebol, mas eu não vou poder mover montanhas para que acabem esses crimes, para que acabe a homofobia no futebol”, disse o ex-jogador.

A declaração fez com que Richarlyson seja o primeiro jogador de Série A do Campeonato Brasileiro e com passagem pela Seleção Brasileira a falar abertamente sobre o tema e relembrou que em junho de 2007, o então dirigente do Palmeiras José Cyrillo Júnior insinuou em rede nacional que o jogador seria gay.

Richarlyson registrou uma queixa-crime contra o cartola, que se desculpou publicamente, mas a queixa pelo juiz do caso, Manoel Maximiniano Junqueira Filho, que arquivou o processo citando na sentença que futebol é coisa de macho, não homossexual.

“Isso, sim, me deixou muito triste porque em nenhum momento eu senti que aquilo era uma coisa normal. Era uma coisa muito pejorativa. Isso foi muito ruim não só para mim. Ser homossexual não é demérito para ninguém, e no futebol não deveria ser um assunto tão polêmico. Nunca deixei que isso atrapalhasse o que eu quero para minha vida, não vai ser uma frase, uma palavra, uma discussão ou um cara babaca que tentou de forma vulgar maltratar uma classe… Pelo amor de Deus, quanto sofrimento tem na classe LGBTQIA+?”, questionou.

Além do São Paulo, onde conquistou o Mundial de 2005, e os Brasileiros em sequência entre 2006 e 2008, Richarlyson passou pelo Atlético Mineiro onde ganhou dois campeonatos mineiros (2012 e 2013) e a Libertadores da América de 2013.

Vestiu a camisa da Seleção em 2008, quando foi chamado por Dunga em 2008, e esteve em campo em duas partidas como lateral-esquerdo, uma das posições em que atuava no São Paulo.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos