Richthofen, Anna Carolina Jatobá e Elize Matsunaga deixam penitenciária para “saidinha temporária”

·2 minuto de leitura
Suzane von Richthofen recebeu autorização da Justiça para cursar o ensino superior (Foto: Reprodução/TV Vanguarda)
Suzane von Richthofen recebeu autorização da Justiça para cursar o ensino superior (Foto: Reprodução/TV Vanguarda)
  • Suzane Von Richthofen, Anna Carolina Jatobá e Elize Matsunaga deixaram penitenciária em Tremembé para "saidinha" até a próxima segunda-feira (20)

  • Ao todo, 37 mil detentos têm direito a passarem período fora da prisão no estado

  • Elize Matsunaga mostrou cartaz para a filha em saída do presídio

Na manhã desta terça-feira (14), presas da Penitenciária Santa Maria Eufrásia Pelletier em Tremembé, no interior de São Paulo, puderem deixar o local para a chamada “saidinha”. Elas ficarão fora do presídio até a próxima segunda-feira (20). Entre as detentas liberadas estão:

  • Suzane Von Richthofen, condenada por matar os pais em 2002

  • Anna Carolina Jatobá, condenada pela morte da enteada Isabella Nardoni

  • Elize Matsunaga, condenada por matar e esquartejar o marido Marcos Matsunaga

Imagens da TV Vanguarda, afiliada da TV Globo, mostram que, ao deixar a penitenciária, Elize carregava um cartaz com os dizeres: “Minha filha sempre te amarei além da vida”. A menina, fruto do relacionamento de Elize e Marcos, vive com os avós paternos e não tem contato com a mãe desde a época do crime.

Leia também:

Segundo informações da TV Vanguarda, ao todo, 37 mil detentos foram liberados para a chamada “saidinha” entre 14 e 20 de setembro.

As “saidinhas” tinham sido afetadas pela pandemia de covid-19, mas puderam ser retomadas em 2021.

Suzane von Richthofen na universidade

Segundo informações do G1, na última sexta-feira (10), a Justiça concedeu autorização para que Suzane von Richthofen curse farmácia em uma universidade de Taubaté. Ela conseguiu nota suficiente no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para entrar no ensino superior.

A decisão é limitar e foi assinada pelo desembargador relator José Damião Pinheiro Machado Cogan. Suzane pode começar as aulas imediatamente, já que o curso teve início em 16 de agosto.

O Ministério Público deu parecer contrário, sob a argumentação de que não há como garantir a segurança da detenta, que cursaria farmácia no período noturno. A Justiça, por outro lado, entende que Suzane cumpre todos os requisitos para que o curso seja autorizado.

Desde 2015, Suzane von Richthofen está no regime semiaberto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos