Rio aguarda novas doses para aplicar reforço contra a Covid-19 em não idosos e prevê começar a vacinar grupo em dezembro

·1 min de leitura

RIO — A prefeitura do Rio ainda aguarda a chegada de novas doses de vacina contra a Covid-19 para ampliar a aplicação do reforço em não idosos. Segundo o secretário municipal de Saúde Daniel Soranz, o Rio prevê começar a terceira dose em não idosos apenas em dezembro. O Ministério da Saúde ampliará a dose de reforço da vacina contra a Covid-19 aos adultos de 18 a 59 anos. Antes, a medida era autorizada para idosos, imunossuprimidos e profissionais de saúde. O intervalo, que antes era de seis meses para os três grupos, cairá para cinco para todo o público-alvo.

— É preciso escrever e dar esse comando para a rede. O anúncio sem pactuação para rede só gera confusão. As doses ainda não foram entregues para o Ministério e não teve antecipação de vacinas até agora. Para esse mês não é possível começar. Tentaremos antecipar para dezembro provavelmente, mas depende da chegada das vacinas — disse o secretário municipal de Saúde Daniel Soranz ao GLOBO.

Somente no Rio, dados do sistema Tabnet de vacinação da prefeitura mostra que até o dia 16 de junho, há cinco meses, 173 mil adultos com até 59 anos receberam a segunda dose da vacina na cidade.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos