Rio anuncia início de vacinação contra Covid para crianças de 3 e 4 anos

*ARQUIVO* Brasília, DF - 16/01/2022 - Neste domingo (16) começa a vacinação de crianças de 5 a 11 anos no DF conta a COVID19. Foto, frasco da Vacina da Pfizer e local de amarzenagem das doses. no posto de Vacinação UBS 5 Taguatinga. (FOTO: Antonio Molina/Folhapress)
*ARQUIVO* Brasília, DF - 16/01/2022 - Neste domingo (16) começa a vacinação de crianças de 5 a 11 anos no DF conta a COVID19. Foto, frasco da Vacina da Pfizer e local de amarzenagem das doses. no posto de Vacinação UBS 5 Taguatinga. (FOTO: Antonio Molina/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, anunciou nas redes sociais o início da vacinação contra a Covid para crianças de 3 e 4 anos com a Coronavac.

A vacina foi liberada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) para a faixa entre 3 a 5 anos na quarta-feira (13).

Como crianças de 5 anos já podiam tomar o imunizante da Pfizer, a vacinação desse grupo já estava liberada. Agora, as crianças dessa idade também poderão receber a Coronavac.

Para a faixa de 3 a 4 anos, a Coronavac deve ser administrado em duas doses, com 28 dias de intervalo, assim como já ocorre com os outros grupos.

De acordo com a prefeitura do Rio, entre os dias 15 e 19 de julho será a vez dos pequenos com 4 anos; de 20 a 22, o esquema será voltado para quem tem 3 anos. Depois dessa data, qualquer pessoa a partir dos 3 anos pode tomar.

No Rio, o público estimado de crianças da nova faixa é de 190 mil. A Secretaria Municipal de Saúde tem em estoque 100 mil doses da Coronavac. O órgão já enviou ofício ao Ministério da Saúde com pedido de novo aporte da vacina.

O Rio foi o primeiro município a anunciar o início do esquema vacinal. Em São Paulo, a Secretaria Municipal da Saúde seguirá o calendário do Programa Estadual de Imunizações.

Na capital paulista, cerca de 313.826 crianças entre três e quatro anos de idade estão elegíveis -- 155.608 têm três anos e 158.218 estão com quatro.

Com relação à quantidade de vacinas para esse grupo, a prefeitura de São Paulo está em tratativa com o governo estadual.

Em nota, o Ministério da Saúde disse que vai avaliar, junto à Câmara Técnica Assessora em Imunizações, o uso do imunizante nessa faixa etária. A pasta afirmou que todo estoque da vacina Coronavac foi distribuído aos estados e Distrito Federal.

O Ministério da Saúde disse ainda que as orientações técnicas são comunicadas imediatamente aos estados e municípios desde o início da campanha e reforça a orientação para que todos sigam as medidas pactuadas.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos