Rio: Chapa de Castro deve definir hoje (8) novo candidato a vice

Rio de Janeiros Governor Claudio Castro (L) whispers to Brazils President Jair Bolsonaro during the Liberal Party (PL) national convention where he was officially appointed as candidate for re-election, at the Maracanazinho gymnasium in Rio de Janeiro, Brazil, on July 24, 2022. (Photo by MAURO PIMENTEL / AFP) (Photo by MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)
Rio de Janeiros Governor Claudio Castro (L) whispers to Brazils President Jair Bolsonaro during the Liberal Party (PL) national convention where he was officially appointed as candidate for re-election, at the Maracanazinho gymnasium in Rio de Janeiro, Brazil, on July 24, 2022. (Photo by MAURO PIMENTEL / AFP) (Photo by MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)

Sem vice desde a impugnação da candidatura de Washington Reis (MDB), Cláudio Castro (PL) e sua campanha devem decidir hoje (8) o nome do novo aliado para a vaga. Apesar de não ter comentado possíveis nomes, o governador e candidato à reeleição pode ter na chapa algum dos aliados, como do partido União Brasil, conforme apurado pela CBN Rio. O nome deve ser informado até o próximo dia 12 (segunda-feira).

Em decisão unânime, Washington Reis teve o nome barrado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE).

A Polícia Federal apreendeu um fuzil na casa de Reis na última quinta (1). A ação, feita em conjunto com a Controladoria Geral da União (CGU), foi deflagrada para investigar favorecimento na Secretaria de Saúde de Duque de Caxias, onde Reis foi prefeito.

A Operação Anáfora investiga um favorecimento na contratação de trabalho por parte da Secretaria de Saúde de Caxias. Na soma, contratos e aditivos passam de R$ 563 milhões em cerca de dois anos.

Com 37% das intenções de voto, o candidato à reeleição ao governo do Rio pelo PL, Castro, ampliou sua vantagem e se mantém na liderança na disputa. O segundo colocado nas intenções de voto, Marcelo Freixo (PSB) agora tem 22%, segundo a nova pesquisa Ipec contratada pela TV Globo, divulgada nesta terça-feira (6).

A distância entre os dois, que era de sete pontos percentuais na semana passada, agora é de 15 pontos. Na sondagem anterior, Castro tinha 26% contra 19% de Freixo. A margem de erro da pesquisa é de três pontos, para mais ou menos.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

Aliado do presidente Jair Bolsonaro (PL), Castro tem sido beneficiado pelo efeito Castro-Lula, uma coincidência entre suas intenções de voto e camadas da população que apoiam o ex-presidente no Estado do Rio. Por isso, o governador tem evitado fazer referências mais diretas às pautas do bolsonarismo.

Pesquisas eleitorais, como saber em quais posso confiar?

Em meio a essa diversidade de levantamentos existentes no Brasil, muitos eleitores não sabem em quais resultados acreditar.

No primeiro dia do ano passou a ser obrigatório (leia a resolução clicando aqui)o registro junto à Justiça Eleitoral de qualquer pesquisa pública relacionada às eleições para presidente e governador. Porém, se uma pesquisa está registrada não necessariamente significa que ela será confiável, isso porque não há nenhum tipo de fiscalização prévia sobre a metodologia desses levantamentos.

Atualmente, a confiabilidade das pesquisas é garantida no Brasil por meio da transparência. São algumas das informações que devem ser cadastradas junto à Justiça Eleitoral, tornando as pesquisas passíveis de contestação, caso qualquer irregularidade seja encontrada posteriormente:

  • Nome do contratante

  • Valor cobrado pela pesquisa

  • Origem dos recursos investidos

  • Metodologia

  • Período de realização

  • Sistema de fiscalização da coleta de dados

  • Tipo de questionário aplicado

Para identificar os atributos que mais merecem atenção nas pesquisas eleitorais, a reportagem do Yahoo! Notícias conversou com alguns especialistas no assunto e separou uma lista com os pontos mais importantes, confira aqui.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)