Rio deve ser candidato a sede do Mundial de Clubes de 2021, diz secretário: 'Estamos nos movimentando'

·2 minuto de leitura

Secretário de Fazenda e de Planejamento da cidade do Rio de Janeiro, Pedro Paulo confirmou, nesta quinta-feira, que o Rio poderá ser ser sede do Mundial de Clubes de 2021. Após a desistência da cidade de Tóquio, que sediaria o torneio no fim do ano, a Fifa busca um novo anfitrião para a competição.

— A gente acredita que a volta do público com os protocolos sendo seguidos, como o próprio secretário de saúde Daniel Soranz acompanhou, com responsabilidade, é possível voltar de forma ordeira. Não tenho dúvidas de que a estratégiaa estabelecida pelo prefeito Eduardo Paes e pela Prefeitura, é de retorno responsável não só do Maracanã, como do Engenhão também. E o Rio de Janeiro (fica) aberto para trazer novos eventos esportivos para a cidade. Estampos iniciando as discussões para que a final do Mundial de Clubes possa ser no Rio, à medida que Tóquio abriu mão. Estamos nos movimentando junto ao Flamengo (administrador do Maracanã), à CBF, e também junto à Fifa para que a cidade possa concorrer a sediar a final — explicou, em entrevista à emissora "Bandnews".

O Rio de Janeiro sediou a competição uma vez, justamente a edição ianugural, em janeiro de 2000. Na época, ainda com um formato embrionário, o torneio foi vencido pelo Corinthians, que bateu o Vasco nos pênaltis da decisão. Participaram também do torneio All-Nassr (Arábia Saudita), Raja Casablanca (Marrocos), Necaxa (México), South Melbourne (Austrália), Manchester United (Inglaterra) e Real Madrid (Espanha). De lá para cá, o torneio passou por Japão, Emirados Árabes, Marrocos e Qatar.

— Temos totais condições, (temos) o Maracanã, o Engenhão. Tem vários jogos além da final. A cidade se colocará, sim, como postulante a sediar essa final. Temos experiência em sediar grandes eventos, Copa do Mundo, Olimpíada. A cidade do Rio está absolutamente apta a sediar esses jogos. Com o Flamengo sendo um dos times que caminha para essa final, não tenho dúvidas de que seria uma alegria para o Brasil e para o carioca — afirmou.

Nesta quarta-feira, o Rio voltou a receber público em uma partida de futebol. Pouco mais de seis mil pessoas compareceram ao jogo entre Flamengo e Grêmio, pelas quartas de final da Copa do Brasil, vencido pelo rubro-negro (2 a 0). A partida foi autorizada pela Prefeitura como um evento-teste, com capacidade de cerca de 35% e exigências de comprovante de vacinação e teste negativo para a Covid-19.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos