Rio e Niterói proíbem jogos de futebol a partir de sexta-feira

·1 minuto de leitura

As prefeituras do Rio e de Niterói proibiram a realização dos jogos de futebol nas duas cidades dentro das medidas restritivas em combate à pandemia do coronavírus. Os decretos municipais vão passar a valer na próxima sexta-feira até o dia 4 de abril.

Desta forma, os jogos do Campeonato Carioca não poderão acontecer nos estádios liberados na capital, como Maracanã, São Januário, Nilton Santos, Moça Bonita, Conselheiro Galvão e Luso-Brasileiro.

A rodada deste meio de semana, no entanto, não será afetada. Como outros municípios permitem a realização do futebol, há a possibilidade de as partidas serem transferidas da capital para outras cidades do estado. Pelo decreto estadual, os jogos não serão afetados pelas medidas restritivas.

Um dos possíveis locais seria o Estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda. A prefeitura local, inclusive, confirmou que irá receber jogos do Corinthians do Campeonato Paulista e da Copa do Brasil, pois o futebol está proibido no estado de São Paulo. Na terça-feira, o Corinthians enfrenta o Mirassol, às 21h, e, na sexta, joga com o Retrô-PE pela segunda fase da Copa do Brasil. Há ainda a negociação de o jogo São Bento x Palmeiras ser disputado no local.

"Temos algumas medidas na capital do Rio a serem tomadas pelo prefeito e pelo governador, e a federação (Ferj) pediu para que negociássemos só a rodada de amanhã [do Paulistão]. (...) A gente ainda tem o Carioca, não temos condições de fazer vários jogos seguidos pelo gramado e pela própria pandemia", afirmou a secretária Municipal de Esportes de Volta Redonda, Rose Vilela, à Radio Bandeirantes.

A Ferj ainda não se pronunciou sobre a decisão da prefeitura do Rio.