Rio está acima de qualquer discussão ideológica, afirma Paes, líder na apuração

ANA LUIZA ALBUQUERQUE
·1 minuto de leitura

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Líder no resultado parcial das eleições apurado pelo TSE, o ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) reforçou na noite deste domingo (15), em entrevista à imprensa, a narrativa de que sua candidatura está acima de qualquer discussão ideológica e que a cidade precisa de gestão. Paes tem buscado atrair eleitores de todos os campos políticos contra seu provável adversário no segundo turno, o prefeito Marcelo Crivella (Republicanos), que tentou se cacifar como o principal candidato do campo conservador, com o apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). "A cidade precisa de gestão, de alguém que dê solução para os problemas. O carioca sabe a tragédia que representa a gestão Crivella. Sua rejeição tem a ver com sua péssima administração", disse. Questionado sobre o apoio de Bolsonaro a seu provável adversário, Paes voltou a afirmar que trabalharia em parceria com qualquer presidente e que a discussão não é sobre direita e esquerda, mas sim sobre o Rio.