Rio Gastronomia tem recorde de aulas 'verdes': 'A forma como comemos determinará o futuro da humanidade', diz Tati Lund

Será verde, bem verde, a 12ª edição do Rio Gastronomia, que acontece entre os dias 11 e 21 de agosto no Jockey Club Brasileiro, na Gávea. Neste ano, o evento traz um número recorde de aulas que abordam a sustentabilidade nas cozinhas — do (re)aproveitamento máximo de ingredientes à utilização de insumos frescos e com produção ecológica.

Festa a céu aberto: Rio Gastronomia terá shows de nomes da MPB, rodas de samba e carnaval fora de época

Detalhes: Rio Gastronomia reunirá 24 restaurantes conceituados, entre veteranos e novatos

Está aí um sinal dos novos tempos, e isso é motivo para celebrar. Especialistas acreditam que, sim, é possível cultivar e abocanhar ideias que possam enraizar hábitos mais sustentáveis entre a população e também trazer ganhos para a economia. O tema será debatido pelo casal Tati Lund, chef vegana do Org Bistrô, na Barra da Tijuca, e Felipe Villela, fundador da reNature, organização holandesa que difunde a agricultura regenerativa e a agrofloresta ao redor do mundo.

— A gente acredita que a forma como comemos e a maneira como produzimos o nosso alimento determinará o futuro da humanidade — ressalta Tati, especialista em gastronomia e sustentabilidade. — A gente vai traduzir isso de uma maneira simples, através do nosso prato, mostrando para as pessoas qual o impacto da alimentação para o nosso futuro. Quando falamos em alimentação, temos que pensar não só no que estamos colocando para dentro, mas também naquilo que botamos para fora. O que estamos devolvendo para o planeta, para o meio-ambiente, para os animais e para a sociedade através de um simples prato de comida?

A dupla pretende reforçar, durante a aula, a importância de se cuidar do solo e regenerar as florestas e também preparar pratos vegetarianos e orgânicos. A ideia, grosso modo, é de que é possível mudar o planeta a partir da própria transformação.

— Escolher o que a gente come é, sim, um ato político. Temos que pensar em escolhas mais éticas, saudáveis e sustentáveis não só para o nosso próprio corpo, mas para o planeta — reforça Tati. — O prato, para mim, representa uma espiral de consciência. Antes de tudo, pergunto de onde ele veio. Falar de comida, portanto, é falar de sustentabilidade, mudanças climáticas, educação, política... A gente tem sempre que questionar se o prato está alimentando as futuras gerações. A maneira como a gente come é uma forma de ativismo.

Aulas 'verdes'

Os melhores chefs do país darão aulas exclusivas nos auditórios Santander e Sesc | Senac, ambos montados no evento. Senhas serão distribuídas uma hora antes de cada encontro, na entrada das salas. A seguir, confira uma seleção de aulas "verdes" na programação desta edição. Haverá boas lições em todos os dias de evento, que está com ingressos à venda no site riogastronomia.com.

Sexta-feira, dia 12:

Comida e regeneração — O futuro da alimentação: O tema é tratado pela chef Tati Lund e pelo agrofloresteiro Felipe Villela. Sex (dia 12), das 17h às 18h, no Auditório Sesc | Senac.

Queijos sem lactose e sem culpa: A chef Cynthia Brant, da Queijaria Vegana, mostra como criar artesanalmente e utilizar queijos veganos. Sex (dia 12), das 17h30 às 18h30, no Auditório Santander.

Pensando dentro e Fora da Casca — Risoto de entrecasca de melancia: O chef Frédéric Monnier e as nutricionista Bruna Lais e Cida Pessoa ensinam como aproveitar uma melancia por inteiro, da casca ao interior. Sex (dia 12), das 18h30 às 19h30, no Auditório Sesc | Senac.

Peixe por inteiro, aproveitamento máximo: O chef, mergulhador e "açougueiro marinho" Gerônimo Athuel mostra que, sim, dá para utilizar to-das as partes do peixe num bom prato. Sex (dia 12), das 19h às 20h, no Auditório Santander.

Sábado, dia 13:

Gastronomia social e sustentável: A chef Neide Marco e as nutricionistas Carla Coratini e Carla Serafim falam sobre o tema. Sáb (dia 13), das 16h30 às 17h30, no Auditório Santander.

Dentro do mar tem Rio — Da pesca sustentável às receitas do Escama: O chef Ricardo Lapeyre, do restaurante Escama, apresenta receitas com peixe e recebe um pescador para falar sobre a importância da utilização de peixes frescos e com procedência adequada. Sáb (dia 13), das 15h30 às 16h30, no Auditório Sesc | Senac.

Domingo, dia 14:

O mundo das cores, sabores e texturas, reunidos em uma receita saudável, prática e deliciosa: A chef Laura Reis apresenta uma receita com aproveitamento máximo de ingredientes. Dom (dia 14), das 15h às 16h.

A diferença que faz o peixe fresco de verdade: Viviane e Beni Schvartz, do Peixoto Sushi , falam sobre tema. Dom (dia 14), das 18h às 19h, no Auditório Santander.

A cozinha premiada das mulheres da Maré: Mariana Aleixo e Adriana Moreno, do Maré dos Sabores, mostram como criam receitas de sucesso (e baixo custo) com aproveitamento total de ingredientes. Dom (dia 14), das 18h30 às 19h30, no Auditório Sesc | Senac.

Quinta-feira, dia 18:

Ovo de encantos mil: A chef Paula Prandini mostra maneiras criativas e simples de aproveitar o ovo. Qui (dia 18), das 17h30 às 18h30, no Auditório Santander.

Aprenda a fazer mezze, antipastos veganos do mediterrâneo: A chef Amandine Izza ensina receitas de entradinhas sem ingredientes de origem animal. Qui (dia 18), das 20h30 às 21h30, no Auditório Santander.

Sexta-feira, dia 19:

Abóbora pra toda obra: A chef Katia Barbosa mostra como criar pratos irreverentes com a abóbora, da casa ao recheio. Sex (dia 19), das 20h às 21h, no Auditório Sesc | Senac.

Sábado, dia 20:

Novos saberes para descobrir sabores saudáveis: A chef Lidi Barbosa, do restaurante Allma — o primeiro flexitariano do Rio de Janeiro —, abre receitas com o público. Sáb (dia 20), das 15h às 16h, no Auditório Santander.

Domingo, dia 21:

Por essa (nossa) natureza ancestral — Uma conversa em fogo beeem baixinho: A chef Roberta Sudbrack fala sobre o aproveitamento máximo de ingredientes e da utilização de forno à lenha, "sem máquinas nem botões para apertar", como ela diz. Dom (dia 21), das 15h30 às 16h30, no Auditório Sesc | Senac.

Shakes e chás que curam: A chef Andrea Henrique ensina misturas caseiras (e saudáveis) de shakes e chás. Dom (dia 21), das 18h às 19h, no Auditório Santander.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos