Rio Gastronomia une nova geração e chefs renomados no Jockey

A alquimia perfeita entre ingredientes faz da gastronomia um prazer tanto para quem degusta quanto para quem prepara receitas. Mas chegar à perfeição que os chefs alcançam fica mais fácil se eles revelarem seus segredos. É o que acontece, a cada ano, ao vivo, nas concorridas aulas do Rio Gastronomia, maior evento do ramo no país e que retorna este mês, de 11 a 14 e de 18 a 21, no Jockey Club. Realizado pelo jornal O GLOBO, o encontro oferece também shows ao vivo. As atrações musicais já confirmadas são Elba Ramalho, Fogo e Paixão, Samba de Vinil: Marcelo Serrado & Édio Nunes, Frejat, Fica Comigo e Samba de Santa Clara.

Janaína Rueda: Chef brasileira em top 10 mundial, estará no Rio Gastronomia

Música: Evento terá shows de nomes da MPB, rodas de samba e carnaval fora de época

Com um ambiente divertido e descontraído, bem ao estilo carioca de ser, nomes estreantes como Carola Troisgros e Pedro Noronha se sentem tão à vontade quanto os veteranos. Carola Troisgros vai dar uma aula no dia 12, das das 20h30m às 21h30m, cujo tema será “Os segredos da massa amanteigada perfeita”. Única mulher do clã Troisgros a seguir profissionalmente a gastronomia, ela descobriu a paixão e a vocação pelos bolos em 2013, lançou sua marca em 2019 com o conceito de bolos artesanais carregados de afetos e memórias e agora vem mostrando seu lado empreendedor. Ela confessa um friozinho na barriga, mas bem de leve.

—Dá nervoso? Dá! Mas vou falar sobre algo que domino. Então, não vai faltar assunto. Gosto de me comunicar, de ouvir as perguntas e de trocar com as pessoas — diz Carola, acrescentando que ainda não sabe se o seu pai, Claude Troisgros, estará na plateia.

Outro estreante é o chef Pedro Noronha, de 25 anos, que está à frente da cozinha do restaurante Mäska, em Ipanema. Lá, ele faz uma fusão das culinárias de diversas partes do mundo, que traduz a intenção do nome da casa e todas as experiências vividas. Coronha circula pelo universo gastronômico desde os 19 anos, tendo passado por restaurantes como Eleven Rio, Eleven Lisboa e Noma Copenhagen.

Já tradicionais: Casas tradicionais celebram longevidade no evento

—Minha base de cozinha foi desenvolvida no fundamento clássico, mas com muita técnica e estética moderna. Isso foi muito importante na questão do amadurecimento do meu trabalho —afirma Noronha, que revelará seus segredos na aula “A estrela da vez: ceviche de peixe com melancia e arroz de tomate”, no dia 11, das 20h às 21h.

Crítica gastronômica do GLOBO, a jornalista Luciana Fróes concorda que a nova geração está dando ainda mais sabor ao evento.

— A edição deste ano reúne nomes clássicos da gastronomia do Rio, como Rafa Costa e Silva, Katia Barbosa e Claude Troisgros, mas traz uma nova geração de chefs que cresceram na pandemia e hoje estão aí brilhando. Além disso, inclui aulas com nomes que estão entre os grandes do mundo, como o próprio Rafa e a Janaína Rueda, da Casa do Porco. Todos em s ala de aula dividindo técnicas e receitas.

Luciana também chama a atenção para a pegada mais sustentável desta edição do evento:

— Vamos falar muito de meio ambiente, sustentabilidade, desperdício, aproveitamento máximo dos alimentos... Os tempos pedem.

Falando em sustentabilidade, esta será a pegada da aula da chef Katia Barbosa, do Kalango, em Botafogo, e do Aconchego Carioca, na Praça da Bandeira. Animada, mas sem dar spoiler, Katita, como é mais conhecida, conta que dará a aula “Abóbora pra toda obra” no dia 19, das 20h às 21h:

— Abóbora é um ingrediente versátil, que pode ser usado integralmente. É bem brasileiro, bem nordestino e tem a cara da minha cozinha. Uso a semente, a casca e a polpa. É um ingrediente lixo zero. Dá para usar em receitas salgadas e doces. Com casca e tudo! Mas a receita da minha aula será surpresa.

Já os chefs Rodrigo Guimarães, que vai representar o Oia Cozinha Mediterrânea; e Emerson Kim, do Spicy Fish, vão dar juntos a aula “Coreano e grego na brasa”, no dia 20h, das 16h30m às 17h30m.

— Vou preparar um filé- mignon marinado à moda coreana finalizado com pimenta gochujang, que é um dos pilares da gastronomia coreana em questão de temperos — diz Kim.

Já Guimarães ensinará os segredos do preparo de um pão pita com fermentação natural de iogurte, assado na brasa e caramelizado com manteiga de missô.

Um encontro emocionante vai acontecer no dia 14, Dia dos Pais, das 14h às 15h. Sob o tema “Receita de pai pra filho”, o chef Elia Schramm e o pai Roland Schramm, da Babbo Osteria, vão cozinhar juntos. Elia adianta que será uma aula com muita história. Emotiva e com emoção.

—Estou muito feliz de dar essa aula com meu babbo. Uma maneira singela de homenageá-lo, já que o restaurante é também uma homenagem a ele e à minha história familiar. Ele foi a pessoa que me passou o amor pela gastronomia, pela cozinha, a pessoa que me ajudou nos meus primeiros passos dentro da gastronomia, apesar de não ser um chef profissional. Vai ser uma aula muito emotiva, no Dia dos Pais, estar com meu babbo e meus filhos. Eu abri o restaurante em homenagem a ele, e de certa forma lá eu também virei uma espécie de babbo, uma figura paterna para toda a equipe — diz.

Já Morena Leite vai ensinar receitas ao lado da filha Manu: mais uma aula perfeita para famílias conferirem e que acontecerá no dia 21, das 14h às 15h.

— Meu elo com minha mãe foi construído dentro da cozinha, uma ligação que também construí com minhas filhas. Comida não é só comida. Comida é arte, cultura, carinho... A consciência alimentar alimenta nossa alma. Vai ser muito bom estar com a Manu no Rio Gastronomia, e espero que muitas famílias venham compartilhar esse momento de alegria e carinho com a gente — diz Morena, que assina o cardápio do Janeiro Hotel, na Praia do Leblon, e é dona do restaurante Capim Santo.

O chef Bruno Katz (do Nosso, em Ipanema; e do Chanchada, em Botafogo) e o bartender Jonas Aisengart (do Chanchada) vão participar, no dia 18, às 18h30m, da aula “Comidinhas e biricuticos da alta à baixa”. Para a aula, a dupla vai preparar quiabo com missô e moela com molho coreano. Para beber, uma batida de caju com wasabi. Segundo Aisengart, a ideia da aula é contar um pouco da história dele e de Katz, do estudo da alta gastronomia e da coquetelaria até o preparo da comida de botequim.

— Vamos fazer comidinhas com técnicas e ingredientes de influência asiática, com uma mistura de ingredientes não convencionas aplicados em formatos populares, como a batida — diz Aisengart.

Katz acrescenta:

—Vamos fazer uma passagem de transição, desconstruir algumas receitas para o botequim. É preciso entender que tem muita técnica por trás dos preparos e como conseguimos executar uma comida mais simples, mas sempre com sabor. O mais importante é o sabor, um elemento fundamental tanto para a alta gastronomia quanto para um botequim.

Desde o seu início, o Rio Gastronomia valoriza os melhores chefs da cidade. E os sabores agradam a gregos e troianos. A variedade à disposição tanto de aulas quanto de quiosques é um dos trunfos do evento, que trará de volta restaurantes queridos pelo público, como Escama, Giuseppe Grill, Irajá, Sult, Yayá Comidaria, Barsa, Liga dos Botecos, Confeitaria Kurt, ¡Venga!, Pabu & Cia, Casa Villlarino Senac, Fairmont Rio, Angu do Gomes e Barraca da Chiquita, além de contar com a estreia dos restaurantes cariocas Amir, Henriqueta, Mono, Babbo Osteria, Allma, Brewteco + Rufi, Casa Tua, Grupo T.T. e Nosso. Para mostrar que está mais diverso do que nunca e que unir é uma prerrogativa cada vez mais em voga, o Rio Gastronomia reunirá pela primeira vez nomes de outras cidades: 74Restaurant, de Búzios; e Hot Pork (dos mesmos donos da Casa do Porco), de São Paulo.

Entre os estabelecimentos confirmados também estarão presentes Katita, Ceviche da Fabi, Lievita Pizza Rústica, Espírito de Porco, Vulcano Sandwich, Tasquinha do Portuga e Dogaria NY, Las Empanadas, Casa das Natas e Açougue Vegano; os produtores Alemão da Serra, Arte em Conservas, Barão Gastronomia e Café Iranita; as cachaças Agropecuária Barra Velha, Cachaça 7 Engenhos, Cachaça Coqueiro, Cachaça da Quinta e Cachaça Fazenda Soledade; as bikes Vitalle e Mia Cookies e a Dra. Brownie, entre outros.

Os ingressos estão à venda no site riogastronomia.com. Há vários tipos de bilhetes promocionais. Os do segundo lote custam R$ 50 (quinta e sexta) e R$ 60 (sábado e domingo). Já o ingresso solidário (R$ 40, quinta e sexta, e R$ 48, sábado e domingo) terá parte da renda revertida para o projeto Mesa Brasil Sesc RJ. Clientes Santander pagam R$ 35 (quinta e sexta) e R$ 42 (sábado e domingo).

O Rio Gastronomia é realizado pelo jornal O GLOBO, com apresentação de Sesc RJ e Senac RJ, cidade-anfitriã Invest.Rio | Prefeitura RJ, patrocínio máster do Santander, patrocínio de Stella Artois, Naturgy, Loft, Tanqueray, Johnny Walker e Smirnoff, apoio Aspen Pharma, Hortifruti, Tônica Antárctica, Pepsi, Água Pouso Alto e Chandon, participação do Azeite Andorinha, Barrinhas Vinhos, Café Dolce Gusto, Hotel Oficial Fairmont Rio e parceria do SindRio.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos