Rio de Janeiro tem melhor janeiro de venda de imóveis residenciais em sete anos

Extra
·1 minuto de leitura

O número de imóveis residenciais vendidos em janeiro deste ano na cidade do Rio de Janeiro foi o maior desde 2014 para o mês. Os dados são do Centro de Pesquisas e Análise da Informação do Secovi Rio (Cepai), entre os anos de 2011 a 2021.

Segundo a pesquisa, em janeiro de 2021 foram 2.931 negociações, 18,6% a mais que no ano anterior, em que aconteceram 2.472 negociações.

Confira os bairros residenciais mais buscados no mês:

BARRA DA TIJUCA: 276 negociações

RECREIO DOS BANDEIRANTES: 267 negociações

JACAREPAGUA: 174 negociações

COPACABANA: 153 negociações

CAMPO GRANDE: 127 negociações

TIJUCA: 127 negociações

LEBLON: 88 negociações

FREGUESIA(JACAREPAGUA): 87 negociações

BOTAFOGO: 86 negociações

VILA ISABEL: 75 negociações

IPANEMA: 73 negociações

PECHINCHA: 62 negociações

LARANJEIRAS: 52 negociações

TAQUARA: 50 negociações

JARDIM GUANABARA: 48 negociações

Por outro lado, a compra e venda de imóveis comerciais no Rio de janeiro teve o pior resultado para o mês de janeiro em 11 anos, mostrando os impactos da pandemia. Foram 307 transações no último mês contra 445 contabilizadas em janeiro de 2020.

Confira os bairros comerciais mais buscados no mês:

BARRA DA TIJUCA: 51 negociações

CENTRO: 39 negociações

RECREIO DOS BANDEIRANTES: 22 negociações

COPACABANA: 19 negociações

JACAREPAGUA: 19 negociações

FREGUESIA(JACAREPAGUA): 13 negociações

CAMPO GRANDE: 12 negociações

BONSUCESSO: 9 negociações

MADUREIRA: 9 negociações

TIJUCA: 9 negociações

ENGENHO DE DENTRO: 7 negociações

JARDIM BOTANICO: 7 negociações

PECHINCHA: 7 negociações

TAQUARA: 7 negociações

IPANEMA: 6 negociações