Rio lança calendário de atrações religiosas para além do Cristo Redentor

Diego Amorim
1 / 3

66707436_CI---Rio-de-Janeiro-RJ-23-04-2017-FESTA-DE-SAO-JORGE-Milhares-de-fi

Milhares de devotos lotam a capela de São Jorge, em Quintino

No mundo todo, o Rio de Janeiro é conhecido pelo Cristo Redentor. Mas muito mais do que a estátua no alto do Corcovado, a Catedral Metropolitana e as festas de Iemanjá, o estado tem eventos atrações de diversas crenças que ganharam um calendário religioso a partir do ano que vem. Poucos sabem, por exemplo, da grandiosidade da festa do Círio de Nazaré, em Saquarema, que reúne 200 mil pessoas em setembro, e do Caminho de Santo Amaro, circuito em Campos dos Goytacazes de quase três séculos.

— O turismo religioso é um importante potencial do Rio. A ideia é organizar um calendário vivo, que a cada ano vai sendo ampliado e aperfeiçoado, e fazer com que os municípios se preparem para receber melhor os turistas que tenham a fé como elemento de decisão da viagem — conta o secretário estadual de Turismo, Otávio Leite.

O calendário será lançado hoje, às 9h, no 1º Seminário de Turismo Religioso do Estado do Rio, no Museu Histórico Nacional, Centro. O evento terá quatro mesas de debate com mediadores e especialistas.

Em abril de 2020, o Rio vai receber a 16ª edição do Congresso Internacional de Turismo Religioso e Sustentável. Durante um evento, em julho deste ano, o governador Wilson Witzel já havia anunciado o plano do governo de investir no turismo religioso no estado. Segundo ele, o setor é considerado “o novo petróleo do Rio de Janeiro”.

O calendário de 2020

Janeiro

Dia 15 — Festa de Santo Amaro: o Caminho de Santo Amaro, de 40km, é um tradicional circuito religioso de Campos dos Goytacazes, Norte Fluminense.

Dia 20 — Homenagens a São Sebastião, padroeiro do Rio, e Oxóssi: há festa nos terreiros de umbanda e candomblé do estado, e uma procissão reúne mais de 75 mil devotos, da Igreja dos Capuchinhos até a Catedral.

Dia 26 — Cristo Crucificado:

comemoração do milagre de Cristo Crucificado, na Igreja de Nossa Sra. da Conceição (Santuário de Porto das Caixas), em Itaboraí.

Fevereiro

Dia 2 — Festa de Iemanjá: mais de 2 mil participantes faz a Caminhada da Associação Cultural e Recreativa Filhos de Gandhi, a partir do Cais do Valongo, na Praça Mauá. Há comemorações também nas praias do estado e nos terreiros de umbanda e candomblé.

No sincretismo, Iemanjá corresponde à Nossa Senhora dos Navegantes, Nossa Senhora da Conceição, Nossa Senhora das Candeias, Nossa Senhora da Piedade e Virgem Maria.

Abril

De 10 a 12 — Páscoa: um dos pontos altos é a encenação da Paixão de Cristo em Itatiaia, Rio e São Sebastião do Alto.

Dia 23 — São Jorge: maior festa religiosa do estado. O santo, que se tornou outro padroeiro do estado, tem mais de 1,5 milhão de devotos só na capital. No candomblé e na umbanda, o santo é associado a Ogum. Outras festas famosas ocorrem nas cidades de Miguel Pereira e São Francisco do Itabapoana.

Maio

Dia 13 — Nossa Senhora de Fátima: localizada no Recreio, a única réplica do Santuário de Fátima, de Portugal, atrai 500 mil fiéis por ano.

Dia 24 — Festa de Santa Sara de Kali — Rainha dos Ciganos, foi canonizada na Igreja Católica, devido aos seus milagres. Comemoração em Saquarema, Três Rios e no Rio de Janeiro, onde, no Arpoador, existe a Gruta Santa Sara Kali.

Agosto

Dia 29 — A Marcha para Jesus é um evento internacional realizado em conjunto por diversas denominações evangélicas. Os fiéis marcham atrás de trios elétricos. No estado, as mais famosas acontecem em Campos dos Goytacazes, Maricá e Rio.

Setembro

Dia 8 — Círio de Nazaré: Saquarema recebe o círio mais antigo do país para celebrar a padroeira da cidade.

Dezembro

Natal — Em Petrópolis as comemorações começam no dia 28 de novembro e vão até 17 de janeiro. Penedo, distrito de Itatiaia, é outro destaque. Conhecida como a pequena Finlândia, a região é envolvida pela magia.