Rio tem Bienal de Música Brasileira Contemporânea a preços populares

·2 min de leitura

Uma série de concertos musicais a preços populares começa neste sábado (13) no Rio. É uma oportunidade para o público se reencontrar com a cultura, após mais de um ano e meio afastado das salas de espetáculos, por causa da pandemia de covid-19. A 24ª Bienal de Música Brasileira segue até o dia 24 de novembro, com realização da Fundação Nacional de Artes (Funarte), da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e o Sistema Nacional de Orquestras Sociais (Sinos).

O público poderá conhecer obras de 74 compositores, de 12 unidades da Federação, em 11 concertos, com ingressos a R$ 10. A abertura, com a Orquestra Sinfônica Jovem do Rio de Janeiro (OSJRJ), será hoje, às 19h, na Sala Cecília Meireles, na Lapa.

Haverá quatro apresentações de música de câmara: no dia 14, domingo, às 17h; nos dias 16 e 17, terça e quarta-feira, às 19h; e no dia 24, quarta, no mesmo horário. Uma série de audições de música eletroacústica e mista será apresentada no dia 16, às 16h. Serão realizados seis concertos com orquestras, nos dias 13, 15, 18, 19, 20 e 21, cada um com um conjunto.

A OSJRJ, responsável pelo concerto de abertura, integra o grupo Ação Social pela Música do Brasil. A regência será do compositor Guilherme Bernstein – com a execução de uma obra sua. A participação dessa orquestra tem por objetivo aproximar os jovens do universo dos projetos sociais ligados à música e, ao mesmo tempo, divulgar na Bienal essa atividade musical importante – realizada fora dos meios acadêmicos.

Também virá de São Paulo a eclética orquestra Câmaranóva, liderada pelo compositor Felipe Senna. Ela se apresenta no dia 15, às 17h. Os concertos finais serão realizados pela Orquestra Sinfônica de Barra Mansa – OSBM, em sua primeira participação em bienais, no dia 18, às 19h, sob a regência de Anderson Alves; Orquestra Sinfônica da UFRJ, dia 19, às 19h, com regência de Thiago Santos; Orquestra Petrobras Sinfônica (OPES), dia 20, às 19h, regência de Felipe Prazeres, e Orquestra Sinfônica Nacional da Universidade Federal Fluminense (OSN), dia 21, às 17h, regência de Roberto Duarte.

A programação completa da Bienal de Música e a compra dos ingressos estão disponíveis na página da Sala Cecília Meireles na internet.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos