Rio tem a primeira morte por sarampo confirmada

Crianças foram foco de campanha de vacinação em São Paulo em outubro de 2019.

RIO - O Estado do Rio teve a primeira morte por sarampo no atual surto da doença, segundo informações da Secretaria de Estado de Saúde. Os detalhes sobre o caso serão divulgados pelo secretário Edmar Santos nesta sexta-feira.

Este ano, o Rio registrou 73 casos da doença, número muito próximo dos 77 casos de São Paulo no mesmo período. Em 2019, foram 18.203 casos em todo o país, com 15 mortes, 14 em São Paulo e uma em Pernambuco. No Rio, foram 333 casos, mas não se registraram mortes.

Leia também

Desde a última segunda-feira está sendo feita uma campanha de vacinação, que irá até 13 de março, com foco em pessoas de 5 a 19 anos. O Ministério da Saúde espera resultados melhores que na campanha do ano passado, quando 10,25 milhões de pessoas não tomaram a vacina. O Rio de Janeiro foi o estado com a menor cobertura de vacinação.

O secretário Edmar Santos alertou no início do mês que o risco iminente de uma epidemia de sarampo no estado é muito maior que do COVID-19, o coronavírus, que parece despertar uma preocupação maior das pessoas.

“As pessoas estão muito preocupadas com o coronavírus, que ainda não chegou e não estão indo se vacinar contra o sarampo, que é um risco real”, reclamou o secretário.