Rio transborda, interrompe estrada e deixa pessoas ilhadas no litoral do Paraná

PORTO ALEGRE, RS (FOLHAPRESS) - Uma tempestade que atingiu o litoral e parte da serra do Paraná causou alagamentos e deixou pessoas ilhadas após o transbordamento do rio Nhundiaquara, em Morretes, a cerca de 70 quilômetros de Curitiba.

A Defesa Civil paranaense tem alerta vigente para risco de alagamento com severidade muito alta em Guaraqueçaba e municípios vizinhos.

Entre a noite de terça-feira (3) e a manhã desta quarta-feira (4), a Defesa Civil atendeu ocorrências relacionadas a alagamentos, incluindo um grupo de seis pessoas que ficaram ilhadas em uma pousada. Elas foram resgatadas e levadas a um abrigo da prefeitura de Morretes.

A Estrada da Graciosa, como é conhecida a rodovia PR-410, que liga Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba, aos municípios de Antonina e Morretes, teve um deslizamento na madrugada e foi interrompida. Ela deve ser liberada até o final do dia em sistema de pare e siga.

Conforme o Simepar (Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná), houve mais de 120 milímetros de chuva na região em um dia.

A chuva forte em regiões serranas, com a do município paranaense, pode fazer com que o nível de rios se eleve em velocidade muita rápida. O fenômeno, chamado de cabeça d´água, é particularmente perigoso em regiões que recebem banhistas, como a Cachoeira de Salto da Fortuna, em Morretes.

Ainda conforme o Simepar, a previsão é que as chuvas continuem por todo o estado nesta quarta-feira, mas percam força no final do dia. Para a quinta-feira (5), a previsão na região é de chuvas isoladas, mas de baixa intensidade.

Em casos de emergência em razão dos alagamentos, deve-se entrar em contato com o Corpo de Bombeiros pelo telefone 193 ou com a Defesa Civil pelo 199.