Rio vacina população contra febre amarela em 233 unidades de saúde

Vinícius Lisboa - Repórter da Agência Brasil

Longas filas se formam em frente aos postos de saúde para a vacinação contra a febre amarela no RioTânia Rêgo/Agência Brasil

O município do Rio de Janeiro começou hoje (27) a vacinar a população contra febre amarela em 233 unidades básicas de saúde. A medida é preventiva e faz com que a vacina passe a fazer parte da rotina de imunização da cidade, que ainda não registrou casos da doença.

Antes das 8h, filas se formaram em unidades de saúde. No centro da cidade, O Centro Especial de Vacinação Dr. Álvaro Aguiar tinha cerca de 30 pessoas aguardando do lado de fora por volta de 9h. A velocidade com que a fila andava, entretanto, surpreendeu quem tinha chegado cedo para se vacinar.

A professora Suzana Cavalcanti chegou às 7h45 na unidade de saúde e deixou o local antes das 9h, já imunizada. "Achei que a espera ia ser mais longa", disse ela, que elogiou o serviço: "Nenhum transtorno. Vim por precaução, mas não estou preocupada".

Mãe de dois filhos, a secretária Emanuelle Sabino chegou às 8h e ainda aguardava do lado de fora por volta de 9h. Apesar disso, ela considerou a espera tranquila e disse que pretende levar os filhos para a imunização ainda nesta semana.

"A minha família é de Silva Jardim, e as pessoas de lá já estão se vacinando. Como eu e meus filhos estamos sempre lá, vamos nos vacinar logo", disse ela, que mora em São João de Meriti.

A dona de casa Antonia Isalene também é mãe de dois filhos e foi com eles no primeiro dia de vacinação ao Centro Municipal de Saúde Salles Netto, no Rio Comprido. Ela chegou pouco antes das 8h e conta só ter esperado 15 minutos do lado de fora.

"O atendimento foi bem rápido. A gente ficou 15 minutos esperando, e lá dentro aguarda um pouco e preenche uma ficha. Mas foi rápido", conta ela. "Imunizar logo é bem melhor. Não quero correr nenhum risco, não".

A vacinação em 233 unidades de saúde foi antecipada no último sábado na rede municipal do Rio de Janeiro. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, 213 mil pessoas foram imunizadas apenas no fim de semana, elevando para 400 mil o total de doses aplicadas desde o início do ano na cidade.

A partir de hoje vacinação contra a febre amarela é feita das 8h às 17h nos dias de semana, e de 8h as 12h aos sábados.

A vacina não é recomendada para gestantes, lactantes, crianças de até 6 meses e idosos com mais de 60 anos. Também não deve ser aplicada em pessoas com alergia a ovo, portadores de doenças autoimunes, pessoas em terapias imunossupressoras, transplantados de medula óssea, com histórico de doença do timo e com problemas neurológicos de natureza desmielizante, como Síndrome de Guillain-Barré e ELA.