Risco de acidente nuclear na Ucrânia é "muito elevado", alerta Rafael Grossi

O diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica mantém o diálogo com os governos ucraniano e russo, estando a próxima visita ao governo de Moscovo marcada para fevereiro.