Quatro pessoas morrem por hipotermia nos Alpes suíços

Genebra, 30 abr (EFE).- Quatro pessoas perderam a vida por hiportemia e outras cinco estão em estado grave após terem passado a noite à esmo perto da estação de esqui de Arolla, no cantão suíço de Valais, informou nesta segunda-feira a polícia.

Um grupo de 14 pessoas que foi atingido pelo mau tempo foi obrigado a passar a noite de domingo no exterior do setor de Pigne, da estação de Arolla.

Na manhã de hoje, pouco antes das 6h30 local (1h30, em Brasília) o guarda de uma cabana em Vignettes solicitou ajuda ao serviço de emergência para resgatar estas pessoas.

As autoridades desdobraram sete helicópteros, além de vários médicos e guias, indicou a polícia cantonal em comunicado.

As equipes de resgate descobriram 14 pessoas, entre elas várias em estado de hipotermia e uma já morta, provavelmente vítima de uma queda.

Estas pessoas foram levadas a diferentes hospitais de Valais e fora do cantão, onde três morreram.

Cinco pessoas ainda estão em estado grave.

Os outros excursionistas sofrem hipotermia leve, mas suas vidas não correm perigo.

As pessoas têm nacionalidade italiana, francesa e alemã.

As vítimas não foram identificadas ainda, mas o Ministério Público abriu uma investigação.

De acordo com os primeiros elementos da investigação, um primeiro grupo de dez pessoas com um guia e outro segundo grupo de quatro pessoas que tinham realizado a rota Haute Route Chamonix-Zermatt, deixaram uma cabana com a intenção de caminhar pela rota conhecida como La Serpentine.

Durante o percurso foram surpreendidos por uma tempestade em Pigne d'Arolla, por isso que foram obrigados a parar e a passar a noite no exterior a uma altitude de 3.270 metros. EFE