Rishi Sunak é multado por vídeo no Instagram em que aparece sem cinto de segurança

MADRI, ESPANHA (FOLHAPRESS) - O primeiro-ministro britânico, Rishi Sunak, recebeu uma multa de trânsito nesta sexta-feira (20), depois de ter aparecido sem cinto de segurança, dentro de um carro, em um vídeo que postou em sua conta no Instagram.

Orgulhoso por anunciar um aporte de milhões de libras para a recuperação financeira de condados do norte da Inglaterra, o líder conservador viajou para Lancashire e, de lá, gravou uma mensagem no banco de trás de seu veículo oficial. No vídeo, que foi apagado de sua conta, ele aparecia sorrindo e tecendo loas à sua política de redução de desigualdades regionais.

Momentos depois da publicação nas redes sociais, a sisuda polícia britânica informou que estava assistindo o vídeo. Mais tarde, disse secamente que emitiria "uma multa a um homem de 42 anos de Londres".

Sunak prontamente se desculpou e disse que havia tirado o cinto justamente para virar para o lado e poder gravar a mensagem de modo mais confortável. O porta-voz do governo chamou o caso de "um breve erro de julgamento", reforçando o argumento de que o premiê removeu o acessório apenas para filmar um pequeno clipe. "Ele aceita plenamente que foi um erro e pede desculpas por isso."

Ele acrescentou que "o primeiro-ministro acredita que todos devem usar cintos de segurança" e que Sunak não se sente de forma alguma acima da lei.

No Reino Unido, um passageiro que não use o cinto de segurança -quando houver um disponível- é multado em 100 libras (R$ 646) caso seja pego pelas autoridades. O valor pode aumentar para 500 libras (R$ 3.230) se o caso for a tribunal.

O Partido Trabalhista, de oposição, se refestelou com a história, é claro, trazendo à memória um vídeo em que o político aparentemente teve dificuldades para entender como fazer um pagamento com cartão. "Rishi Sunak não sabe administrar um cinto de segurança, seu cartão de débito, um serviço de trem, a economia, este país", disse uma porta-voz. "É uma dolorosa exibição sem fim."

Outra parlamentar da legenda, Cat Smith agradeceu à polícia de Lancashire por manter a segurança de trânsito "e lembrar que ninguém está acima da lei".

É a segunda vez que Sunak leva uma punição desse tipo fazendo parte do governo. Em abril de 2022, quando ocupava o posto de ministro das Finanças, ele foi multado, ao lado do então premiê Boris Johnson e sua esposa Carrie, por quebrar as regras de restrição para conter a Covid.

Os três haviam participado de uma festa de aniversário de Boris em Downing Street, em junho de 2020. O episódio, junto com uma série de outros eventos, formou o que ficou conhecido como "partygate", somando-se a outros escândalos da gestão do hoje ex-primeiro-ministro e precipitando sua queda.

Resta saber agora o impacto que o passeio de Sunak pode ter em um momento de desgaste do Partido Conservador. O Reino Unido tem eleições marcadas para janeiro de 2025.