Rishi Sunak se consolida na liderança para suceder Boris Johnson

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O ex-ministro britânico de Finanças Rishi Sunak ampliou, nesta segunda-feira (18), a vantagem na corrida para substituir o primeiro-ministro Boris Johnson, enquanto a ministra de Relações Exteriores, Liz Truss, reduziu a distância em sua tentativa de ficar entre os dois finalistas.

Na terceira rodada de votação entre os parlamentares conservadores, realizada nesta tarde, Sunak obteve 115 votos, à frente da secretária de Comércio Internacional, Penny Mordaunt, com 82, e Truss com 71 - sete a mais que na segunda rodada.

A ex-ministra da Igualdade Kemi Badenoch ficou em quarto lugar, com 58 votos, e o presidente da comissão parlamentar de Relações Exteriores, Tom Tugendhat, foi eliminado com 31 votos.

Após a dramática renúncia de Johnson em 7 de julho como líder do Partido Conservador, que o removerá da chefia do governo assim que a formação encontrar um sucessor, começou na semana passada a longa corrida interna para substituí-lo.

Em um primeiro momento, os 358 parlamentares conservadores votam em sucessivas rodadas eliminatórias até designar, em 21 de julho, dois candidatos finalistas.

Os cerca de 200 mil afiliados do Partido Conservador elegerão então entre eles um vencedor, por meio de votação pelos correios ao longo do verão. O resultado final será anunciado em 5 de setembro.

acc/pc/ic/am

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos