Rival do Brasil na Copa, Camarões tem convocação constrangedora e especulações sobre interferência na lista

Na última quinta-feira, a seleção de Camarões convocou os 26 jogadores para a Copa do Mundo Catar, incluindo figuras como Zambo Anguissa (Napoli) e Choupo-Moting (Bayern) para competir no grupo G, contra Brasil, Sérvia e Suíça. Mas o que chamou atenção durante a entrevista coletiva do anúncio foi o treinador da equipe africana, Rigobert Song: ele se mostrou balbuciante e em tom de dúvida ao pronunciar os nomes de seus atletas, um momento que levantou especulações. Assista ao vídeo:

Tabela da Copa: Datas, horários e grupos do Mundial do Catar

O anúncio teve momentos tragicômicos. Em um deles, inclusive, os jornalistas o ajudaram a pronunciar um sobrenome que não entendeu. Song chegou a precisar de vários segundos para esclarecer a pronúncia, até que um auxiliar o ajudou.

Depois do constrangimento ao vivo, a imprensa camaronesa começou a especular os motivos que levaram à estranha situação. Alguns afirmaram que o técnico, que só tem seis partidas no comando da equipe, não teria sido o autor da lista de convocados, mas sim autoridades da Federação Camaronesa, presidida por Samuel Eto'o, ex-atacante de Barcelona e Chelsea.

Simulador: você decide quem será campeão da Copa do Catar

Song é um ex-zagueiro aposentado no Trabzonspor, da Turquia, em 2010. Tem história na seleção: jogou 137 partidas e atuou em quatro mundiais (1994, 1998, 2002 e 2010).

A situação não foi a única que gerou estranheza na seleção africana. Em fevereiro, o técnico português Antonio Conceição foi demitido mesmo tendo perdido apenas três das 23 partidas que disputou. Em seu ciclo, a equipe teve 14 vitórias e seis empates. O presidente do país, Paul Biya, foi quem despediu Conceição do cargo, pouco antes do confronto decisivo contra a Argélia, em março, que valia a vaga para a Copa.

Você escala: quais os seus 11 titulares do Brasil na Copa do Mundo

Muitos não acreditaram na decisão, que foi oficializada, na época, pelo ministro do esporte camaronês, Narcisse Mouelle Kombi. "Por indicação explícita do presidente da república, o técnico da seleção, o senhor Antonio Conceição, foi substituído por Rigobert Song. A Federação de Futebol foi convidada a acatar essas orientações vindas de cima o quando antes", afirmou Mouelle Kombi.

Com duas vitórias, um empate e três derrotas no comando de Camarões, Song terá um amistoso contra o Panamá em Abu Dhabi, na próxima sexta-feira. Seis dias mais tarde, a equipe estreia na Copa, contra a Suíça. Será a oitava participação de Camarões num Mundial.