Rival de time da Arábia Saudita que contratou CR7 quer Messi, diz jornal

A Arábia Saudita, que já começou o trabalho da campanha para ser a sede da Copa do Mundo de 2030, tem agora um novo alvo na mira. Depois da contratação com valores exorbitantes de Cristiano Ronaldo — a estimativa é de R$1.1 bilhão por ano —, agora o maior rival do Al Nassr, o Al Hilal, quer trazer Messi para o futebol saudita. E por um valor maior ainda: 300 milhões de dólares, o que na cotação atual equivale a R$1.55 bilhão, de acordo com o site espanhol Mundo Deportivo.

Messi tem contrato com o PSG até o final de junho, e as notícias da França indicam que o clube se prepara para oferecer uma proposta também com altos valores para o argentino, recém-campeão mundial. Com um amistoso entre PSG e Al Nassr, de CR7 no horizonte, os dirigentes sauditas esperam tratar do assunto com o jogador e seu estafe quando ele estiver em Riad, capital do país e sede do duelo.

Outro fator que pesa a favor de Messi jogar na Arábia Saudita é a relação que ele já mantém com o país. Desde 2022, ele é embaixador do turismo do país, e registra suas viagens por lá em suas redes sociais. "Tive um ótimo dia hoje em Jeddah. Estou muito impressionado com Al Balad, um local histórico parte da Unesco e que mistura charme com herança e providencia uma experiência inesquecível", escreveu o jogador em maio.