River Plate anuncia "novo Monumental"; clube promete maior estádio do continente, superior ao Maracanã

Nesta quinta-feira (28), o River Plate anunciou oficialmente como funcionarão as obras de reformas do seu estádio, o Monumental de Núñez, que agora, confirmando especulações anteriores, terá lugar para 81 mil espectadores, sendo 57.722 assentos, e 23.278 lugares nos setores populares no estádio. A capacidade fará o estádio millonario como o maior da América do Sul, ultrapassando os 80 mil do Monumental de Lima, e os 78 mil do Maracanã.

Com a reforma, ao todo, o estádio terá aumento da capacidade em quase 10 mil lugares, em uma reconstrução que iniciou em 2020, aproveitando a pausa causada pela pandemia. A ideia era um projeto de aproximar mais o torcedor do clube do gramado, vinda do presidente Rodolfo D'Onofrio, que deixou o cargo no fim de 2021, deixando as obras para seu sucessor, Jorge Brito.

As novidades serão as inclusões de uma tribuna inferior, aumentando a que existia antes da pandemia, e completar a eliminação do fosso que separava as tribunas do gramado, além de um setor popular, sem assentos, atrás de cada um dos gols, com qualidade de acordo com os padrões da FIFA. O River Plate também anunciou que construirá barracas de hospitalidade, centro de restaurantes 24 horas, três novos estacionamentos, além de permitir a circulação em 360º por todos os setores de camarotes do estádio, que também serão aumentados com as reformas.

Sobre a escolha da cor cinza para a maioria do estádio, o clube alegou em comunicado, que era por conta da incorporação do vermelho, branco e preto que caracterizam o River Plate, e para, assim, seguir a tendência de estádios pelo mundo como o Tottenham Hotspur Stadium, Santiago Bernabéu, além da Arena da Baixada, em Curitiba.

As obras já se iniciaram, e segundo o presidente do clube, Jorge Brito, apesar dos problemas financeiros do país, seguirão acontecendo. O River Plate divulgou que neste momento, 200 trabalhadores realizam as obras ao redor do gramado. De acordo com informações apuradas pelo diário Olé, a segunda fase da obra custará em torno de US$ 20 milhões, e tem a promessa de duração até julho de 2024. O custo total, que vem desde o início dos trabalhos, em 2020, é de US$ 45 milhões. Veja o vídeo da obra, divulgado pelos millonarios:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos