RM, do BTS, diz que vai procurar outro templo após monge vazar conversa

O líder do BTS, Kim Namjoon, conhecido pelo nome artístico RM, afirmou nos Stories de seu perfil no Instagram nesta quinta-feira que pretende procurar outro templo budista. A declaração surge depois que a última visita que ele fez ao local sagrado de costume, no Monte Jirisan no domingo, ter terminado de forma inesperada. Uma conversa que o rapper teve com um dos monges foi vazada para a imprensa sul-coreana, pegando-o de surpresa.

"Fiquei grato pelo tempo que passei lá, mas não esperava um artigo sobre isso...", disse RM na rede social, ao compartilhar o print de uma notícia em coreano, completando a postagem com o emoji de uma carinha chorando de rir.

No próximo post dos Stories, RM destacou como o que pretende fazer diante da divulgação de uma conversa particular sobre seus sentimentos.

"Da próxima vez farei uma visita tranquila a um templo diferente...", afirmou.

Em seguida, escreveu sobre a necessidade de ser "sutil".

Os fãs, chamados armys, notaram ainda que as fotos que ele havia postado no templo foram apagadas e reagiram nas redes sociais com postagens de apoio ao artista.

RM costuma realizar doações para uma organização de assistência infantil liderada pelo chefe do Templo Hwaeomsa. No início deste ano, foi relatado que ele fez uma nova contribuição.