Robô aspirador de pó vale a pena? Veja prós e contras

·1 minuto de leitura

Os robôs com função de aspirador de pó prometem ser de grande ajuda na faxina. Isso porque o aparelho limpa os ambientes de forma automática usando sensores e sistema de mapeamento e podem remover sujeira até mesmo embaixo de móveis devido ao design compacto. No entanto, apesar da facilidade de ser programado para trabalhar sozinho, o aparelho pode não ser o ideal para todo mundo. Antes de investir na tecnologia, que custa a partir de R$ 400, é importante conhecer suas vantagens e desvantagens.

A maior parte dos modelos é equipada com sensores de obstáculos, como escadas e paredes. Isso permite que o equipamento possa rastrear o que está em volta para saber onde não deve trabalhar, garantindo a conservação do robô e de objetos no ambiente. Dessa forma, os aparelhos são capazes de criar rotas de limpeza, desviar de obstáculos e identificar onde há mais sujeira para retornar ao local.

O aspirador inteligente também permite programar dia e horário da limpeza, ideal para quem quer chegar em casa e já encontrar o ambiente limpo, por exemplo. Os ajustes são feitos por meio de um aplicativo para Android e iPhone (iOS), ou em controles remotos que vêm com os aspiradores.

No entanto, os robôs podem não trabalhar da melhor forma em ambientes muito grandes ou com muitos obstáculos. Além disso, os equipamentos são projetados para trabalhar em superfícies planas e pisos firmes. Sendo assim, os robôs podem ter dificuldades de limpar carpetes ou tapetes, principalmente os que forem mais altos, impedindo que o aspirador até mesmo consiga subir no tecido.

*O EXTRA e o Shoptime mantêm uma parceria comercial, que não interfere no conteúdo de nossas reportagens. Os preços mencionados podem sofrer variação, e a disponibilidade dos produtos está sujeita aos estoques.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos