Robôs guiados por controle remoto inspecionam galerias pluviais em Niterói

·2 minuto de leitura

NITERÓI — A prefeitura está usando robôs comandados por controle remoto para inspecionar galerias de águas pluviais no subsolo das ruas. Com câmeras acopladas ao equipamento, registram-se imagens que serão usadas para avaliar as condições estruturais e as possíveis ações para melhorar o fluxo dentro das passagens. O trabalho vai até o fim do ano e pretende mapear as galerias por onde passam todos os rios da cidade.

A Secretaria municipal de Conservação e Serviços Públicos (Seconser) começou em janeiro a fazer a inspeção com uso de pequenos botes que flutuam sobre a água e drones e já passou pelas galerias da Rua Martins Torres, em Santa Rosa; pela Alameda São Boaventura, no Fonseca; e próximo à Ponte Rio-Niterói, no Centro, entre o clube Marajoara, a entrada da Ilha da Conceição e o canal da Avenida Washington Luiz. A inspeção ainda passará pelas galerias onde correm o Rio Icaraí, no bairro de mesmo nome; e o Rio Maruí, no Barreto; e também pela Fazendinha, no Cafubá; e pelos canais da Avenida Ary Parreiras, de São Francisco e da Ilha da Conceição.

Um trabalho parecido foi feito pela prefeitura em 2016 nas galerias no entorno do Campo São Bento, em Icaraí. A inspeção ajudou a planejar, no ano seguinte, a construção de um dispositivo de Tomada de Tempo Seco (TTS) que atualmente faz coleta dos sedimentos do Rio Icaraí e os leva para o sistema de esgoto do bairro, na interseção da Avenida Roberto Silveira com a Rua Lopes Trovão, reduzindo o fluxo d’água que corta o parque, o que fez diminuir o odor para os frequentadores. O prefeito Axel Grael diz que ações parecidas serão feitas em outros rios da cidade que passam por baixo das ruas, de acordo com as necessidades identificadas em cada local.

—Toda obra de engenharia precisa de manutenção. Quando as coisas são visíveis fica mais fácil, mas embaixo do solo é mais complicado, e esses equipamentos estão nos ajudando. Vamos mapear a extensão de grandes trechos de rios que são cobertos, o que nunca foi feito. Estamos avaliando as estruturas e identificando obstruções como restos de obras, que muitas vezes retêm lixo, o que que acaba bloqueando o fluxo — diz.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos