Roberta Metsola quer Ucrânia na União Europeia

A presidente do Parlamento Europeu pediu esta sexta-feira os estados-membros para concederem à Ucrânia o estatuto de candidato ao bloco dos 27.

"A Ucrânia já faz parte da nossa família europeia. Mas já é tempo de lhe ser dada a oportunidade de se juntar ao nosso projeto europeu", disse Roberta Metsola na Cimeira da Democracia em Copenhaga.

As palavras de Metsola seguiram-se à intervenção do presidente ucraniano. Volodymyr Zelenskyydisse que o seu país não pode ser deixado numa "zona cinzenta". "Nas próximas semanas, a União Europeia poderá dar um passo histórico que provará que as palavras que defendem que o povo ucraniano pertence à família europeia não estão vazias", disse Zelenskyy através de uma videoconferência, no encontro em Copenhaga.

Espera-se que os chefes de Estado e de governo europeus considerem a candidatura da Ucrânia no final deste mês. Os 27 estão unidos no apoio a Kiev adotaram sanções económicas sem precedentes contra Moscovo. No entanto, estão divididos quanto à rapidez com que o bloco deve avançar para aceitar a Ucrânia como membro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos