Roberta Miranda elogia obra de Marília Mendonça: "Mais impulsiva na sofrência que eu"

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
A cantora Roberta Miranda fala sobre Marília Mendonça em reportagem do
A cantora Roberta Miranda fala sobre Marília Mendonça em reportagem do "Fantástico". Foto: reprodução/TV Globo

Resumo da notícia

  • No "Fantástico", Roberta Miranda elogiou canções de Marília Mendonça

  • Veterana afirmou que cantora era mais "impulsiva na sofrência" do que ela

  • Ela lembrou do choque ao saber da morte e declarou que sertaneja vai viver em sua música

Fenômeno do "feminejo", Marília Mendonça deixou sua marca na música popular brasileira e acumula elogios dos artistas que, de ídolos, passaram também a ser fãs. Roberta Miranda, uma das principais representantes do gênero no país, falou ao "Fantástico" deste domingo (7) e exaltou o talento da jovem artista, que falava de temas contemporâneos em suas letras de amor.

"Não é ficar dentro de casa, lavando roupa, sofrendo por causa do meu homem que me deixou, que me traiu. Ah, tô sofrendo por você? A fila anda! Ela era mais impulsiva ao falar da sofrência, eu sou mais contida", comparou.

Leia também:

Roberta sabe bem a dificuldade que artistas como Marília encontraram até se firmar no gênero musical. "O sertanejo é comandado por bota e chapéu. Trinta e cinco anos atrás, você imagina o preconceito que eu enfrentei pra que graças a Deus o feminejo, ou então esse mundo sertanejo das meninas começasse a fluir de uma forma menos preconceituosa", analisou.

A morte repentina da amiga, com quem ela gravou a música "Os tempos Mudaram", em 2017, foi um choque para a veterana. "Quando eu soube, comecei a passar mal. Eu não tava bem", declarou.

Roberta foi atendida às pressas na emergência do hospital Albert Einstein, em São Paulo, na última sexta-feira (5), dia do acidente aéreo que matou Marília e mais quatro pessoas. Recuperada, ela usou o Twitter na ocasião para desabafar: "Só Deus sabe o que passei... agora já estou em casa dopada de remédios e sem me conformar. Marília Mendonça, sempre me orgulhei de você", disse.

Ao "Fantástico", a veterana refletiu sobre a perda que parou o país: "Tem algo que nos conforta. A Marília não vai morrer, ela não morreu. Através da canção dela, da arte dela, a Marília está viva dentro de todos nós".

A cantora encerrou o dominical da TV Globo cantando "Infiel", o hit que levou Marília ao estrelato nacional, e deixou um recado: "Você vai deixar saudade. Quero que saiba que, muitas vezes, eu me vi em você. Obrigada por tudo".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos