Roberto Carlos fala sobre falta de combustível em conversível de R$ 500 mil: 'Quem nunca ficou sem gasolina?'

·2 min de leitura

Roberto Carlos achou graça da inesperada falta de combustível que fez enguiçar o conversível que ele dirigia, na última semana, enquanto se deslocava para o seu estúdio, na Urca, na Zona Sul do Rio. "Quem nunca ficou sem gasolina!?", brincou o cantor de 80 anos à sua corte de funcionários, depois de ser filmado por pedestres na Rua Marechal Cantuária, no bairro onde mora.

Há 20 meses imerso numa quarentena rígida — nesse período, ele só deixou o isolamento para casar o filho Dudu Braga e, um mês após a cerimônia, vê-lo ser enterrado, vítima de um câncer —, o astro da música brasileira foi surpreendido por um detalhe nada pequeno no dia em que decidiu retomar, fora de casa, a agenda de compromissos profissionais.

Dono de uma frota numerosa — na garagem de cada um de seus imóveis, ele mantém dezenas de veículos —, Roberto Carlos entrou no carro que "sentiu vontade de dirigir", na última sexta-feira, para finalmente voltar à labuta no estúdio localizado a 800 metros de sua casa. O veículo em questão era um Audi TT conversível em cor vermelha, avaliado em R$ 500 mil.

"Mas eu não tenho o hábito de olhar o marcador de combustível", contou o artista. Quando fez a curva e entrou na rua paralela à via onde mora, Roberto Carlos percebeu que o carro enguiçou. Ao olhar para o painel, o Rei constatou que faltava gasolina no veículo.

— Roberto encarou a situação numa boa. Mesmo quando está sozinho em seus carros, que, aliás, só ele põe a mão, Roberto Carlos está sempre acompanhado. Há sempre outro carro de apoio, com seguranças, atrás dele — revela um funcionário. — E aí quando foi confirmado o problema, ele entrou no carro dos seguranças e seguiu o caminho para o estúdio.

Coleção valiosa de carros

Em São Paulo e no Rio de Janeiro, Roberto Carlos possui uma coleção valiosíssima de carros. Isso porque, quando decide comprar qualquer veículo, o Rei jamais o vende depois. "Quando ele adquire um carro, ele fica com esse carro para sempre", conta uma pessoa próxima do cantor ao GLOBO.

Na garagem do artista, há dois modelos iguais do Audi TT conversível que enguiçou, atualmente um de seus xodós. As grandes paixões do Rei, revelam funcionários, são um Calhambeque, um Cadillac, um Lamborghini e um Eldorado vermelho. Em fevereiro de 2020, antes da pandemia, ele adquriu um Chrysler Imperial conversível.

O tradicional show transmitido pela TV Globo no Natal deve reunir, neste ano, medalhões da música popular brasileira. Nomes como Maria Bethânia, Chico Buarque, Caetano Veloso, Erasmo Carlos, Gilberto Gil e Gal Costa foram contatados pela produção do programa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos