Roberto Dias paga fiança

O ex-diretor do Ministério da Saúde Roberto Dias pagou fiança e foi liberado após ser detido enquanto testemunhava perante a comissão do Senado que investiga suspeitas de irregularidades na negociação de vacinas contra o coronavírus pelo Governo de Jair Bolsonaro. Esta foi a primeira prisão determinada pela CPI da Covid.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos