Robinho é condenado a nove anos de prisão por violência sexual

Caso aconteceu em 2013, quando o atacante do Atlético-MG ainda estava no Milan

De acordo com o portal italiano Ansa, o atacante do Atlético-MG, Robinho, foi condenado pela  nona seção do Tribunal de Milão, presidida por Mariolina Panasiti, a nove anos de prisão por "violência sexual em grupo".

O caso aconteceu em 22 de janeiro de 2013, quando o jogador ainda estava no Milan. Na ocasião, ele e outras cinco pessoas foram acusadas de terem abusado sexualmente de uma garota albanesa em uma boate da capital da Lombardia.

Procurado, o Atlético-MG, através de sua assessoria de imprensa, informou que o clube não irá se pronunciar. Ainda de acordo com o clube mineiro o atleta, através de seus advogados, emitirão um comunicado, caso entenda necessário diante da repercussão dos fatos.

Por meio das suas redes sociais, Robinho voltou a se defender e disse não ter qualquer participação no episódio”. “Todas as providências legais já estão sendo tomadas acerca desta decisão em primeira instância”.