Rodovias apresentam lentidão na saída do paulistano para o feriado

·3 min de leitura
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 03.09.2021 - Movimentação de veículos na rodovia dos Imigrantes, sentido litoral paulista. (Foto: Ronny Sanros/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 03.09.2021 - Movimentação de veículos na rodovia dos Imigrantes, sentido litoral paulista. (Foto: Ronny Sanros/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A exemplo de outros feriados, o paulistano não se intimidou e começou a deixar a capital paulista na tarde desta sexta-feira (29) para curtir o feriadão de 2 de novembro, dia de Finados. Segundo a Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo) cerca de 3 milhões de veículos devem circular pelas principais rodovias paulistas.

A rodovia dos Imigrantes, sentido litoral, já começa a apresentar pontos ruins. Segundo boletim divulgado pela concessionária, o tempo está encoberto e com neblina no topo da serra, onde a visibilidade era parcialmente prejudicada. Além disso, por causa do excesso de veículos, alguns trechos já apresentam lentidão. No sentido litoral o pior trecho era do km 35 ao km 43.

No sistema Anchieta-Imigrantes, que dá acesso aos municípios da Baixada Santista, a estimativa da concessionária que administra o trecho é de 200 mil a 310 mil veículos em direção ao litoral.

No momento, a Ecovias trabalha com a operação normal 5x5. A previsão é que o movimento de veículos em direção à Baixada Santista aumente a partir da manhã de domingo (31), quando está prevista a implantação da Operação Descida 7x3, das 10h às 14h. Nesta configuração, ficam disponíveis para descida as pistas sul e norte da Via Anchieta e pista sul da Rodovia dos Imigrantes. A subida é feita somente pela pista norte da Imigrantes.

Na terça (2), no retorno à capital paulista, a concessionária também deve receber um esquema especial com a Operação Subida 2x8, das 15h à meia-noite. Nesse caso, as pistas sul e norte da Imigrantes e a pista norte da via Anchieta estarão disponíveis para a subida da Serra. A descida será feita somente pela pista sul da rodovia Anchieta.

No corredor Ayrton Senna/Carvalho Pinto, administrada pelo Ecopistas, que faz a ligação até a rodovia dos Tamoios e à rodovia Presidente Dutra, administrada pela CCR Nova Dutra, também tem movimento intenso. No sentido interior, o trânsito já apresentava lentidão do km 26 ao km 28.

Já na Tamoios, que faz importante ligação entre o Vale do Paraíba e o litoral norte, a concessionária informa que o tempo é nublado com garoa e neblina em pontos isolados, mas não registra maiores problemas com o trânsito. Estão previstos 154 mil veículos entre esta sexta-feira (29) e terça (2).

A situação também é complicada para quem segue sentido interior paulista. A Anhanguera, administrada pela Autoban, tinha alguns pontos críticos. Em um deles o tráfego está congestionado na altura de Jundiaí do km 52 ao 61. Em São Paulo a situação também era ruim com tráfego congestionado na pista expressa entre os km 18 a 22. Na Bandeirantes, não havia sido registrado maiores problemas. Devem circular 802 mil veículos nas duas rodovias.

Já na Castello Branco, administrada pela CCR Via Oeste, o ponto mais crítico sentido interior era Barueri com trânsito intenso entre os km 18 e 28. Nas estradas Castello Branco e Raposo Tavares, que ligam a capital a cidades do interior paulista, como a região de Sorocaba (99 km de SP), a expectativa é que o fluxo seja de 609 mil veículos.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos