Rodovias federais têm fluxo livre, diz governo ante possível greve de caminhoneiros

Luciano Costa
·1 minuto de leitura

Por Luciano Costa

(Reuters) - Todas as rodovias federais do Brasil encontravam-se com "fluxo livre de veículos" entre 7 horas e 9 horas da manhã desta segunda-feira, disse o Ministério da Infraestrutura, em meio a ameaças de uma possível greve de caminhoneiros com início nesta data.

Em publicações no Twitter, a pasta de Infraestrutura afirmou, citando também a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que não havia no início da manhã "nenhum ponto de retenção total ou parcial" nas estradas, inclusive nas concedidas.

Caminhoneiros chegaram a interromper o fluxo em duas pistas da Rodovia Castello Branco na altura de Barueri (SP) por volta das 6h, mas as outras faixas seguiam liberadas para veículos e não havia registro de bloqueio em outras rodovias de São Paulo, segundo reportagem do portal UOL.

A PRF chegou a publicar no Twitter vídeos de estradas na Bahia "onde o trânsito segue fluindo normalmente".

O movimento de caminhoneiros para uma greve nacional nesta segunda-feira era visto no final da semana passada como dividido, com uma parte da categoria buscando manter diálogo com o governo e outra defendendo a cobrança por meio da paralisação de demandas que incluiriam queda no preço do diesel.