Rodrigo faz campanha com Ratinho e desdenha de resultado de pesquisa

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 17.09.2022 - O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), candidato à reeleição. (Foto: Ronny Santos/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 17.09.2022 - O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), candidato à reeleição. (Foto: Ronny Santos/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador de São Paulo e candidato à reeleição, Rodrigo Garcia (PSDB), foi ao Mercado Municipal da capital paulista pedir votos na manhã desta sexta-feira (30). Em desvantagem nas pesquisas, o tucano convidou o apresentador Ratinho, do SBT, para a caminhada.

Rodrigo disse que, apesar do seu desempenho no levantamento do Datafolha publicado nesta quinta, está confiante de que irá para o segundo turno. A pesquisa mostrou que ele tem 23% dos votos válidos, enquanto Fernando Haddad (PT) lidera com 41%, e Tarcísio de Freitas (Republicanos) contabiliza 31%.

O tucano desdenhou das pesquisas e citou, como exemplo, o pleito de 2018 -na ocasião, Márcio França (PSB) estava em terceiro, mas acabou superando Paulo Skaf (MDB) e foi para o segundo turno contra João Doria (PSDB).

"As pesquisas de 2018 estavam completamente erradas, um dia antes colocavam o terceiro colocado com 12 pontos percentuais atrás do segundo", disse Rodrigo, que não citou os nomes dos políticos nem os dos levantamentos apontados. Na véspera do primeiro turno há quatro anos, o Datafolha marcava Skaf com 26%, e França com 20% dos votos válidos, diferença de seis pontos percentuais.

"Pesquisa reflete o momento, e, com esta quantidade de indecisos, o resultado está aberto", acrescentou o tucano. A pesquisa espontânea divulgada nesta quinta indica que 39% dos eleitores não escolheram um candidato.

"É uma eleição aberta, muitos indecisos estão decidindo os votos hoje e amanhã, portanto estou muito esperançoso", disse ele. "Hoje tem pesquisa para todos os gostos, mas o eleitor vai decidir no domingo. Fiz uma campanha propondo o futuro de São Paulo, fui atacado por todos os candidatos."

Na caminhada pelo Mercadão, Ratinho foi o mais saudado pela população, ofuscando inclusive a presença do governador. O candidato ao Senado pelo MDB, Edson Aparecido, também esteve.