Rodrigo Garcia dá Secretaria de Transportes ao PP para manter apoio do partido em SP

***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 18.05.2022 - O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB). (Foto: Ronny Santos/Folhapress)
***ARQUIVO***SÃO PAULO, SP, 18.05.2022 - O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB). (Foto: Ronny Santos/Folhapress)

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador Rodrigo Garcia (PSDB-SP) vai nomear para a Secretaria de Transportes Metropolitanos um indicado do PP, o engenheiro Marco Antonio Assalve, diretor presidente da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos).

A escolha do nome partiu do deputado federal Guilherme Mussi, que é presidente do partido em São Paulo. A nomeação será publicada nesta sexta-feira (10) no Diário Oficial do Estado.

Com a nomeação, o tucano tenta consolidar o apoio do partido a sua campanha pela reeleição no estado. Nesta quinta-feira (9), Arthur Lira, presidente da Câmara e cacique do PP, e Luciano Bivar, presidente da União Brasil, falaram em desembarcar do projeto de Garcia em São Paulo.

Lira escreveu nas redes sociais que, caso o PSDB não cumpra acordos com a legenda em locais como Alagoas (estado do deputado), o PP romperá com os tucanos também em São Paulo.

A pasta de Transportes Metropolitanos hoje é ocupada por Paulo Galli, considerado um quadro sem vínculos políticos. Seu antecessor foi Alexandre Baldy, liderança nacional do PP e atualmente pré-candidato ao Senado por Goiás.

A manutenção do apoio da União Brasil deverá ser mais simples. Como mostrou a coluna Painel, da Folha de S.Paulo, lideranças da sigla em São Paulo já dizem que continuarão ao lado do tucano mesmo se Bivar insistir em desfazer a aliança.

"Marcos Penido [secretário do Governo de SP], leve ao Rodrigo Garcia o recado da família Leite: a família Leite tem lado e é ao lado do Rodrigo Garcia. Se não fosse pelo governador Rodrigo Garcia e pelo financiamento desta obra, nós não estaríamos aqui hoje", disse o deputado Alexandre Leite, tesoureira da União, durante evento do Governo de São Paulo.

"Não é ninguém de fora que vai ditar para quem a família Leite vai pedir voto nestas eleições", disse Alexandre, que é filho de Milton Leite (União Brasil), presidente da Câmara Municipal de SP e principal liderança da sigla no estado. O vereador estava no palco ao lado do deputado durante a declaração de apoio ao tucano.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos