Rodrigo Garcia quer esperar para anunciar apoio no 2º turno

Governador de SP Rodrigo Garcia (Foto: Pablo Jacob/Divulgação/Flickr/RodrigoGarcia)
Governador de SP Rodrigo Garcia (Foto: Pablo Jacob/Divulgação/Flickr/RodrigoGarcia)

O governador de São Paulo, Rodrigo Garcia (PSDB), não disse ainda se apoiará o presidente Jair Bolsonaro (PL) ou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) em um eventual segundo turno na eleição deste ano.

Em entrevista ao portal Metrópoles, o tucano falou que só vai se posicionar “diante do cenário” que se apresentar na disputa nacional caso ele esteja no segundo turno.

“A política não é uma ciência exata como a matemática, onde dois mais dois é igual a quatro. Vamos aguardar e ver exatamente como vamos estar em São Paulo. Espero estar no segundo turno. Eu não escolho adversário, quem escolhe quem vai para o segundo turno é a população. E vamos avaliar como terminou a eleição presidencial também até o dia 2 de outubro”, disse.

Segundo pesquisas eleitorais, Garcia ou Tarcísio de Freitas (Republicanos) deve disputar o segundo turno para o governo de São Paulo com o candidato do PT, Fernando Haddad.

Sobre a presença do ex-governador João Doria em seu palanque, Garcia negou esconder seu antecessor na campanha.