Rodrigo Maia é alvo de bolsonaristas na Bahia e recebe solidariedade do PT

Rodrigo Maia (PSDB-RJ), deputado federal e ex-presidente da Câmara dos Deputados, foi alvo de bolsonaristas em um resort de luxo na Praia do Forte, no litoral norte da Bahia, na manhã deste domingo. Ele estava acompanhado de sua mulher, Patrícia Vasconcelos Maia.

Atos antidemocráticos: 11 rodovias federais bloqueadas estão em Mato Grosso, diz PRF

Lauro Jardim: Empresário que deu carona a Lula em jatinho já voou só para encontrar Bolsonaro

No momento do ocorrido, o casal chegava no espaço destinado ao café da manhã dos hóspedes. No entanto, os "ânimos políticos" ficaram à flor da pele, o que impediu que eles conseguissem comer. Enquanto o casal tentava se locomover pelo espaço do Tivoli Ecoresort, diversos hóspedes começaram a xingar o deputado, que reagiu fazendo o “L”, em referência a Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Paulo Teixeira, deputado federal e secretário-geral do PT, se mostrou solidário a Maia e publicou uma mensagem de apoio em sua conta no Twitter. "Minha solidariedade ao Rodrigo Maia, vítima de violência de extrema direita estimulada pelo atual presidente da república, que aliás, há 20 dias não comparece ao trabalho", disse.

Em vídeos que circulam nas redes sociais, é possível ouvir adjetivos depreciativos como “ladrão” e xingamentos como “filho da p***”. Uma mulher se aproximou do casal e perguntou a ele: "É gostoso tudo que você roubou do país?".

Aliado no Rio: Cláudio Castro abre canal com Lula em meio a crise com clã Bolsonaro

Na sequência, ela se direcionou para Patrícia, a mulher de Maia. "É gostoso ser casada com bandido?", completou.

Devido ao tumulto, Maia e Patrícia optaram por irem embora do local.