Rodrigo Muniz e Bill brilham em virada do Flamengo sobre o Volta Redonda

Diogo Dantas

O Flamengo apresentou mais duas jóias na virada sobre o Volta Redonda, pela terceira rodada da Taça Guanabara. Rodrigo Muniz, centroavante artilheiro do time sub-20, fez sua estreia entre os titulares e mostrou o cartão de visita. Assim como Bill, que havia sido emprestado ano passado, e entrou no fim para decretar o 3 a 2 no placar.

Os dois marcaram dois golaços, que deixaram o Flamengo na liderança do Grupo A, com sete pontos, mesmo sem uma grande exibição. João Lucas fez o primeiro. Pelo Volta Redonda, João Carlos e Samuel diminuiram.

Depois de um primeiro tempo amarrado, equilibrado, em que o Volta Redonda abriu o placar e pressionou bastante, o Flamengo conseguiu reverter sem ser brilhante. Com pitada de sorte e boa atuação do goleiro Gabriel Batista, o time de garotos comandado por Mauricio Souza resistiu à pressão e levou os três pontos.

A partida foi acompanhada pelo técnico Jorge Jesus, que já havia marcado presença no clássico com o Vasco no meio de semana. Na quarta-feira, o adversário é o Fluminense.

Contra o Volta Redonda, o expressinho do Flamengo não teve uma atuação consistente. Errou mais do que nas duas rodadas anteriores, e pegou pela frente um time que levou perigo em diversas oportunidades. Novidade no time, Rodrigo Muniz apareceu no primeiro tempo com boa finalização, mas a organização ofensiva rubro-negra pecava por não conservar a bola no ataque até a melhor escolha.

O saldo do primeiro tempo acabou sendo uma bola levantada na área do Flamengo, que João Lucas completou sozinho.

Mesmo Yuri Cesar, desafogo do time, sofreu bastante com a forte marcação, e não conseguiu brilhar individualmente. Acabou dando lugar a Bill no fim do jogo, o herói da virada. Outra cara nova, o camisa 10 Pepê fez o Flamengo ter um ritmo ainda mais cadenciado, o que prejudicou a velocidade do ataque contra uma equipe bem postada.

Outra peça que apareceu novamente foi o lateral João Lucas, que havia dado lugar a Matheuzinho nos primeiros jogos. O jovem contratado ao Bangu fez uma apresentação ruim de modo geral, mas a jogada do gol de empate foi dele. Assim como a bola na rede.

No gol de Rodrigo Muniz, quem reapareceu com qualidade foi o lateral-esquerdo Ramon, dando mais uma assistência. O camisa nove subiu e testou como manda o manual, para o chão, sem chances para o goleiro.

O Flamengo, no entanto, relaxou, e sofreu o empate. Em bobeada da defesa no contra-ataque, Samuel deixou tudo igual. Defensivamente, o time de Mauricio Souza deu muito espaço e errou bastante. Mas o chute de fora da área de Bill consertou tudo no fim.