Rodrigo não escolhe candidatos negros para vagas de desembargadores em SP

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O governador Rodrigo Garcia (PSDB) nomeou os advogados Maria Lia Pinto Porto Corona e Luís Henrique Barbante Franzé como novos desembargadores do Tribunal de Justiça de São Paulo. Eles foram escolhidos para preencher as vagas do chamado quinto constitucional, destinadas a advogados e representantes do Ministério Público.

As listas sêxtuplas enviadas pela OAB-SP foram constituídas de maneira inédita utilizando cotas para negros. Dos 12 candidatos indicados nas listas sêxtuplas, 4 eram negros.

Após votação no começo de dezembro do órgão especial do TJ-SP, composto por 25 desembargadores, Hédio Silva Júnior foi o único candidato negro remanescente em uma das duas listas tríplices enviadas a Garcia para fazer suas escolhas.

Havia expectativa em setores ligados ao movimento negro na OAB de que ao menos um dos candidatos fosse selecionado pelo governador. Atualmente, o TJ-SP tem três desembargadores autodeclarados negros dentre os seus 360.