Rodrigo Neves, do PDT, critica Ciro por ataques a Lula e vê RJ sob caos econômico e social

*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 16.05.2018 - Rodrigo Neves, pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro pelo PDT. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
*Arquivo* SÃO PAULO, SP, 16.05.2018 - Rodrigo Neves, pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro pelo PDT. (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)

RIO E JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - Pré-candidato ao governo do Rio de Janeiro, Rodrigo Neves (PDT) diz que a campanha do presidenciável Ciro Gomes (PDT) passa do ponto quando parte para ataques pessoais contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Questionado sobre a viabilidade de uma terceira via no campo nacional, Neves afirma que a candidatura de Ciro é legítima e importante para o debate brasileiro. Mas pondera que é necessário preservar o diálogo durante a campanha, já que as forças democráticas precisarão estar unidas no segundo turno para superar as ameaças do autoritarismo, em referência ao presidente Jair Bolsonaro (PL).

Neves foi entrevistado em sabatina realizada por Folha e UOL, na manhã desta quarta-feira (18). Ele também disse que Lula foi o melhor presidente do Brasil desde a redemocratização porque incluiu os pobres no orçamento e deu oportunidade para que os jovens frequentassem as universidades.

Para o pré-candidato, Ciro evidencia questões centrais do entrave ao desenvolvimento econômico brasileiro, que os governos petistas tiveram limitações para enfrentar, e que também são importantes para o Rio de Janeiro. Ele afirma que o estado sofre a prior crise econômica e social de sua história e diz que isso exige um compromisso de gestão, para construir políticas públicas que enfrentem "essa situação dramática".

Neves criticou o atual governador do RJ, Cláudio Castro (RJ), dizendo que ele está acabando com o dinheiro da venda da Cedae, último ativo do estado, de maneira eleitoreira. Os bilhões obtidos com a venda da estatal são considerados um trunfo para a campanha de Castro, com o lançamento de novas obras e investimentos.

O pedetista afirma que Castro era um assessor, "carregador da mala do Pastor Everaldo a vida toda", e que no governo loteou secretarias para deputados amigos. "A impressão generalizada é que ele não governa, que ele é teleguiado por alguém, não comanda o estado."

O primeiro levantamento do Datafolha no RJ para esta eleição mostrou Marcelo Freixo (PSB) com 22% e Cláudio Castro (PL) com 18% das intenções de voto. A pesquisa tem margem de erro de três pontos percentuais para mais ou para menos.

Os demais candidatos neste cenário estão quase todos em empate técnico: o ex-prefeito de Niterói Rodrigo Neves (PDT), com 7%, Eduardo Serra (PCB), com 5%, Cyro Garcia (PSTU), com 4%, Felipe Santa Cruz (PSD), com 3%, e o deputado federal Paulo Ganime (Novo), com 2%.

Questionado sobre estar atrás de Freixo nas intenções de voto, e a respeito da possibilidade de uma aliança entre os dois para enfrentar Castro, Neves respondeu que as pesquisas espontâneas indicam que mais de 80% da população do estado ainda não tem candidato a governo.

Ex-prefeito de Niterói, ele afirma que ganha no primeiro turno nas cidades onde é conhecido. "O próprio Freixo, percebendo seu alto índice de rejeição e que que está perdendo para o Cláudio Castro no segundo turno, por que não ele ser um puxador de legenda para a Câmara dos Deputados?"

A entrevista com Neves foi conduzida pelos colunistas do UOL Kennedy Alencar e Chico Alves e pelo repórter da Folha Italo Nogueira. As sabatinas são ao vivo, e cada pré-candidato tem direito a 60 minutos de fala.

RAIO-X

Rodrigo Neves, 45

Nasceu em junho de 1976, em São Gonçalo, na região metropolitana do Rio de Janeiro. Criado em Niterói, foi vereador e prefeito da cidade (2013-2020). Foi também deputado estadual (eleito em 2006) e secretário de estado de Assistência Social e Direitos Humanos (nomeado em 2011), durante o governo de Sérgio Cabral. É formado em Ciências Sociais pela UFF (Universidade Federal Fluminense).

CONFIRA AS DATAS DAS SABATINAS E DOS DEBATES

Sabatinas confirmadas no RJ

Anthony Garotinho (União Brasil) - 18/5 - 16h Eduardo Serra (PCB) - 19/5 - 10h Cyro Garcia (PSTU) - 19/5 - 16h Marcelo Freixo (PSB) - 20/5 - 10h Cláudio Castro (PL) - 20/5 - 16h

Sabatinas presidenciais

2º turno - de 10 a 14/10

Debates presidenciais

2º turno - 13/10, às 10h

Debate com candidatos à Vice-Presidência

1º turno - 29/9, às 10h

Debate com candidatos ao Senado

1º turno - 27/9, às 10h

Sabatinas com pré-candidatos ao Governo de SP

2º turno - de 17 a 21/10

Demais sabatinas

Semana de 23/5 - BA Semana de 30/5 - PR Semana de 06/6 - RS Semana de 13/6 - PE Semana de 20/6 - CE

Debates com candidatos ao Governo de SP

1º turno - 19/9, às 10h 2º turno - 20/10, às 10h

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos