Rogério Ceni lamenta injúria racial contra Gerson, do Flamengo: 'Ataque de nível muito baixo'

Extra
·1 minuto de leitura
Foto: Alexandre Cassiano / Agência O Globo

O Flamengo venceu o Bahia por 4 a 3, neste domingo, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro, mas as polêmicas acontecer após Gerson deixar o gramado reclamando de uma injúria racial do atleta colombiano Juan Pablo Ramirez, do Bahia. Posteriormente, o técnico Rogério Ceni afirmou que conversou com o volante e lamentou o ocorrido.

— Conversei com o Gérson, ouvi da parte dele o que o Ramírez falou. É lamentável. O Brasil é um país que recebe e acolhe muito bem as pessoas, o sul-americano no futebol. Pelo que o Gérson reletou, ele falar "cala a boca, negro", é pesado demais para alguém que foi bem recebido no mercado de trabalho no Brasil. — declarou Ceni.

— O racismo não está só nisso. É lamentável o que aconteceu. O futebol é entretenimento, o Flamengo tem uma torcida gigantesca, e o respeito vai além. Atacar um ser humano como o Gérson relatou é de um nível muito baixo — completou.

Com 48 pontos em 25 jogos, o Flamengo é o segundo colocado no Brasileirão, atrás somente do São Paulo, que tem 53 pontos em 26 partidas. Sábado, dia 26, às 19h (de Brasília), o time de Rogério Ceni encerra suas atividades em 2020 diante do Fortaleza, no Castelão, pela 27ª rodada.