Zuckerberg falará no Congresso dos EUA sobre vazamento de dados do Facebook

Washington, 27 mar (EFE).- O CEO do Facebook, Mark Zuckerberg, comparecerá ao Congresso dos Estados Unidos para responder às perguntas dos legisladores sobre o vazamento de dados envolvendo a empresa Cambridge Analytica, segundo informou a imprensa local nesta terça-feira.

Zuckerberg decidiu assim aceitar algum dos vários convites recebidos tanto do Senado como da Câmara dos Representantes nos últimos dias, de acordo com a emissora "CNN".

O Facebook não quis se pronunciar sobre essa informação, mas confirmou ter recebido diversos convites e afirmou que nestes momentos representantes da empresa estão "em conversas com legisladores".

Caso seja confirmado o comparecimento de Zuckerberg ao Congresso, o fato representaria uma mudança em relação à postura do executivo nas últimas horas.

Nesta terça-feira, a diretora de Relações Públicas do Facebook, Rebecca Stimson, indicou que Zuckerberg rejeitou a possibilidade de comparecer ao Parlamento britânico para dar explicações sobre o escândalo da Cambridge Analytica.

Zuckerberg se desculpou aos cidadãos britânicos mediante um anúncio que foi publicado no último domingo em diversos veículos de imprensa, no qual reconheceu que o dever da empresa é proteger os dados dos usuários.

Em meados deste mês foi revelado que a empresa de análise de dados Cambridge Analytica teve acesso em 2014 a dados coletados pelo Facebook, o que poderia representar uma violação das condições de confidencialidade da rede social.

De acordo com a imprensa britânica, a empresa de análise de dados, que colaborou com a equipe de Donald Trump durante a campanha para as eleições presidenciais de 2016, utilizou tal informação para desenvolver um software destinado a prever as decisões dos eleitores para poder influenciá-las. EFE